A espera por uma Assembleia Geral de sócios no Atlético será maior do que a se planejava. Nesta terça-feira (7), o clube emitiu uma nota, onde o coordenador do Sócio Furacão, Diomarcos Santos, informou o presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, de que serão necessários 15 dias úteis para dar um parecer sobre o exame de autenticidade das quase quatro mil assinaturas coletadas no mês passado.

Segundo a nota, são quatro argumentos para esse prazo maior do que o anterior, que era de cinco dias úteis a partir da entrega das assinaturas, ou seja, até a última sexta-feira (2). A primeira é a complexidade do procedimento, por conta do tamanho da documentação.

A segunda é “a demora do sistema CRM de todas as pessoas relacionadas no abaixo assinado, confrontando com o cadastro de sócios, para análise do tempo de associação, idade e demais requisitos”.

Em seguida, a justificativa é de “grande dificuldade da análise de algumas assinaturas, que estão sobrepostas, borradas ou com folhas rasgadas”.

Por fim, “a inviabilidade da contratação de pessoal terceirizado, tendo em vista a confidencialidade das informações cadastrais dos sócios. Porém, informamos que para acelerar o trabalho de verificação estamos utilizando praticamente toda a equipe do Espaço Sócio em tempo integral, com revezamento, para a conclusão mais rápida das tarefas”, completa a nota, dando a entender que o atendimento aos associados pode estar sendo prejudicado pelo foco na análise das assinaturas.

Desta forma, um resultado final sobre a aprovação das assinaturas e, consequentemente, de uma possível assembleia só sairá no dia 22 de novembro, um mês depois da coleta do abaixo-assinado.