O Atlético anunciou na última segunda-feira (15) que, a partir de julho, o acesso a todos os setores da Arena da Baixada será com biometria. Atualmente, o sistema está instalado apenas no setor Sócio Furacão Fan, onde se concentra a torcida organizada.

O clube promete divulgar em breve informações sobre como vai funcionar o cadastro das impressões digitais dos torcedores. De acordo com o Furacão, o objetivo é aumentar a segurança no estádio. “Com a implantação da biometria em 100% do estádio, o clube identificará facilmente os Sócios e torcedores que estiverem presentes nos jogos. A iniciativa tem apoio dos órgãos públicos de segurança do Estado”, disse o clube em nota oficial.

No entanto, a novidade não foi bem aceita pelos sócios do Rubro-Negro. Muitos torcedores, via redes sociais e até no site oficial do Atlético, afirmaram que vão deixar de ser sócios por não poderem levar mais outras pessoas aos jogos. Atualmente, basta apresentar o Smart Card nas catracas para ter a entrada liberada. Muitos alegaram levar parentes ou amigos juntos quando um dos sócios não pode ir ao jogo.

Outros torcedores alegaram ter mais de uma cadeira em um mesmo nome ou que revezam dentro de casa quem vai à Arena, uma vez que sairia caro ter uma cadeira para cada pessoa. Com a mudança para a biometria, até o momento, não seria mais possível ‘mudar’ o dono da cadeira a cada partida, o que gerou a revolta nas redes sociais.

A maioria dos comentários foi de críticas à mudança, apesar de o Furacão prometer que irá divulgar em breve como funcionará a novidade.

Confira alguns comentários:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução