Será apenas o quarto jogo oficial em 2018 e o Atlético terá a sua primeira grande decisão pela frente. Hoje, às 21h30, na Arena Castelão, em Fortaleza, o Furacão decide sua classificação à quarta fase da Copa do Brasil diante do Ceará. Com o empate sem gols no duelo de ida, na Arena da Baixada, o time atleticano, caso não queira depender da disputa de penalidades para avançar, terá que vencer o Vozão no tempo normal. Mais do que a classificação para dar moral à equipe do técnico Fernando Diniz, o time rubro-negro busca acabar com a oscilação nas suas atuações, além de engordar seus cofres, já que a passagem de fase garante mais R$ 1,8 milhão ao clube.

O time principal do Atlético, na verdade, ainda não encontrou o equilíbrio necessário nas suas atuações nesta temporada. No empate sem gols diante do Caxias, fora de casa, o Furacão, com muitas dificuldades ofensivas, sofreu para conseguir arrancar a igualdade da equipe gaúcha e avançar para a segunda fase.

Já na segunda etapa da Copa do Brasil, o ataque do Atlético funcionou. Marcou cinco vezes diante do modesto time do Tubarão, mas a defesa errou demais. Foram quatro gols sofridos, três em bolas aéreas e a classificação do Furacão ficou por um fio. Já diante do Ceará, o time voltou a ser praticamente inoperante em termos ofensivos, sobretudo com a expulsão do zagueiro Thiago Heleno ainda no primeiro tempo, e só não saiu derrotado de campo pela boa atuação do goleiro Santos.

O arqueiro garantiu que a confiança está alta para esse jogo. Como não existe mais o gol qualificado fora de casa, qualquer empate levará a disputa para as penalidades. Santos, no entanto, sabe das dificuldades que vai encarar diante do Ceará, mas frisou que o pensamento do Atlético está somente na vitória para conseguir a classificação já no tempo normal. “Temos a certeza que faremos uma boa partida. A equipe do Ceará é muito qualificada, mas vamos com total confiança para essa classificação. Nossa equipe vai para o jogo com a intenção de vencer, sem pensar no empate. Temos o dever de chegar lá e mostrar nosso melhor. Vamos pensar em classificar já no tempo normal”, apontou o goleiro rubro-negro.

Paulo André e Pavez devem jogar juntos na defesa atleticana. Foto: Albari Rosa
Paulo André e Pavez devem jogar juntos na defesa atleticana. Foto: Albari Rosa

O técnico Fernando Diniz, para encarar o Ceará, não deverá fazer grandes mudanças no time atleticano. O zagueiro Thiago Heleno, expulso no duelo de ida, na Arena, vai cumprir suspensão. Assim, Paulo André retorna ao time e formará o trio defensivo ao lado de Wanderson e do volante Pavez.

O chileno, titular na reta final do Brasileirão do ano passado, está sendo improvisado para atuar na sobra sob o comando de Fernando Diniz. Apesar de ser em uma função diferente, Pavez quer se manter entre os titulares do Atlético. “É diferente, mas o importante é jogar. Estou tentando fazer o melhor para a equipe. Eu trabalho todo dia para ser titular. Estou com muita confiança e vou me esforçar ao máximo”, ressaltou.

Com o time atleticano mais uma vez no esquema 3-4-3, a formatação do meio de campo não deverá mudar. Jonathan e Thiago Carleto seguem nas alas, Matheus Rossetto no setor de contenção e Raphael Veiga na criação. Na frente, o trio ofensivo do Atlético deve ser formado mais uma vez por Nikão, Guilherme e Bergson.

Ficha técnica

COPA DO BRASIL
3ª Fase – Jogo de volta

Ceará x Atlético

Ceará
Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Richardson, Juninho, Andrigo, Wescley e Felipe Azevedo; Élton.
Técnico: Marcelo Chamusca

Atlético
Santos; Wanderson, Pavez e Paulo André; Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme e Bergson.
Técnico: Fernando Diniz

Local: Arena Castelão (Fortaleza-CE)
Horário: 21h30
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)