O Atlético está fora da final do Campeonato Brasileiro sub=20. Em uma noite pouco inspirada, o Furacão não fez valer o mando de campo e, errando muito e criando pouco, ficou no empate em 1×1 com o Cruzeiro, nesta quarta-feira (4), na Arena da Baixada. Como no primeiro jogo, em Minas Gerais, o placar ficou fechado em 0x0, o Furacão foi eliminado e viu a Raposa conquistar a vaga na decisão, disputando o título com o Coritiba.

Precisando da vitória para chegar à final, o Atlético tomou uma postura ofensiva, mas logo no começo levou um grande susto, com o goleiro Caio Alan saindo mal do gol e quase dando o gol para a Raposa. Passada a tensão, foi a vez do Atlético levar perigo. Aos três minutos, Alexsander cobrou falta e o goleiro Vitor Eudes fez boa defesa.

A partir daí, o Furacão foi mais intenso em campo, partindo para cima, mas sem conseguir invadir a área para finalizar. Tanto que os principais arremates foram de longa distância. Já o time mineiro se segurava bem na defesa, tentando explorar os contra-ataques, algo que não conseguia com muito sucesso, fazendo o primeiro tempo se arrastar com os times lá e cá, mas sem emoção.

No segundo tempo, o Furacão teve um problema logo no início, com a lesão do goleiro Caio Alan, que precisou ser substituído. O Cruzeiro parecia querer aproveitar o fato de o reserva Juliano ainda estar frio no jogo e passou a atacar mais, fazendo o Rubro-Negro recuar bastante e ver o adversário arriscar chutes da intermediária.

Por outro lado, o time atleticano quando pegava na bola queria sair rapidamente, tentando os contra-ataques, mas errando muito, sempre devolvendo para o Cruzeiro, que aproveitou uma dessas falhas para abrir o placar. Aos 26, após bobeada na saída de bola do Atlético no meio-campo, a Raposa partiu em velocidade e maioridade numérica com Thonny Anderson que tocou para Marcelo, que invadiu a área pela direita e, de primeira, chutou na saida de Juliano, para abrir o placar na Arena.

Em desvantagem e pecisando virar o jogo para chegar à decisão, coube ao Furacão ir para cima. O técnico Tiago Nunes mexeu nas peças da equipe, que melhorou o toque de bola e se aproveitou da recuada do adversário para empatar. Aos 39, Vitor Naum recebeu passe dentro da área, dominou girando entre os marcadores e chutou forte, sem chances de defesa para Vitor.

A partir daí, foi pressão total do Atlético, que sempre rondou a área da Raposa, principalmente com bolas alçadas. Só que o time mineiro se fechou completamente e segurou o empate, que não servia para o Furacão.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO SUB-20
Semifinal – Jogo de volta

ATLÉTICO 1X1 CRUZEIRO

Atlético
Caio Alan (Juliano, 7 do 2º); Breno Cantão (Leonardo, 31 do 2º), Jacy, Weverton e Renan Lodi; Geovane Santos (Guilherme, 31 do 2º), Riuler, Marcelo, Alexsander (Demethryus, 22 do 2º) e Renzo (Vitor Naum, 31 do 2º); Danilo (Thiago Souza, 22 do 2º).
Técnico: Tiago Nunes

Cruzeiro
Vitor Eudes; Lucas Soares, Cacá, Gustavo Rissi e Victor Luiz; Marcio, Vander (Eduardo, 13 do 2º), Thonny Anderson, Nickson (Vitinho, 36 do 2º) e Marcelo (João Luis, 40 do 2º); Jonata
Ténico: Emerson Ávila

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Fábio Filipus (PR)
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva (PR) e João Fábio Machado (PR)
Gols: Marcelo, 26, e Vitor Naum, 39 do 2º
Cartões amarelos: Breno Cantão (CAP); Victor Luiz e Marcio (CRU)
Público total: 1.883