paranaense

Tranquilo com a classificação garantida para a semifinal da Taça Dionísio Filho, o Atlético entrou em campo, contra o Foz do Iguaçu, na noite desta quarta-feira (14), na Arena da Baixada, em um duelo para comprovar qual time se manteria invicto na primeira fase do Campeonato Paranaense. O empate em 0x0 manteve as duas equipes na ponta da tabela em seus respectivos grupos: o Foz no grupo A e Furacão no B, e qualificou o time da fronteira a seguir para também seguir na fase final do primeiro turno do Campeonato Paranaense.

O técnico do Furacão, Tiago Nunes, aproveitou a oportunidade para testas seu elenco. O goleiro Caio, o lateral-direito Diego e o zagueiro Daniel estrearam com a camisa atleticana. E as mudanças não pararam por aí. O treinador também deu chance para que o lateral-esquerdo Nicolas, o volante Pierre (capitão) e o meia Felipe Dorta, começassem o jogo, pela primeira vez, como titulares.

O Foz entrou no jogo disposto a vencer e, por esse motivo, até os 10 minutos iniciais, tentava manter a movimentação de seus jogadores no campo de ataque. Contando com a compactação, o time da fronteira queria dificultar a troca de passes do Atlético, mas não evoluía nas jogadas. O Furacão conseguiu criar jogadas, mas não era eficiente no terço final de campo.

Confira como foi o jogo no nosso tempo real!

Aos 11 minutos Yago cruza na esquerda para Ederson, que chega atrasado e perde a chance de abrir o placar. Com 25 minutos de partida, apesar de o Atlético ter o controle do jogo não tinha criado lances perigosos. Aos 29, boa chance para o Foz. Douglas levantou na área e Leandro Silva finalizou de cabeça. O goleiro Caio, até então pouco exigido, fez grande defesa e mandou para escanteio.

Guilherme, aos 34 minutos, dominou e fez o lançamento, mas Yago errou e mandou a bola pela lateral. Aos 42, Anderson Tasca chegou forte por baixo em Diego Ferreira e leva o amarelo. Fim do primeiro tempo e o Atlético, sem grande inspiração, mostrou pouca qualidade nas finalizações.

Na segunda etapa o Rubro-Negro se mostrou mais ofensivo e disposto a sair vitorioso, aos 3 minutos, Ederson pega de primeira, chuta e a bola foi na segunda trave, passando pela direita do goleiro do Foz. Aos 9, Diego, que minutos antes tinha lançado a bola na área com perigo, manda uma bola colocada para Yago, que pega de pega de primeira, mas bola vai para a linha de fundo.

O Atlético criava as melhores oportunidades com contra-ataques e bolas paradas, mas ainda tinha dificuldades em desenvolver jogadas. Quando o cronômetro marcava 15 minutos, Giovanny mandou a bola para Ederson, que recebeu e na cara do gol bate, mas Julio Cesar deu um tapa na bola e salvou o Foz.

Aos 26 Vitor Naum avançou até a área e passou para Giovanny, mas Leandro Silva fez o corte.  Aos 29, João Pedro, que entrou no lugar de Yago minutos antes, teve a oportunidade de cobrar uma falta frontal. O jogador, conhecido pelas cobranças decisivas, bateu em cima da barreira. Com 34, Vitor Naum, em um belo lance individual, dribla o primeiro, dribla o segundo e é derrubado. Aos 37, Giovanny tentou um chute colocado, na entrada da área, mas a bola foi pela linha de fundo.

Confira como ficou a classificação da Taça Dionísio Filho!

O empate não era o placar desejado por Tiago Nunes, mas garantiu a invencibilidade no time ao final da primeira fase da Taça Dionísio Filho. O Atlético volta a campo, desta vez pela semifinal da Taça Dionísio Filho, neste domingo, dia 18, às 17h, contra o Rio Branco.

CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Dionísio Filho – 6ª Rodada
Atlético 0 x 0 Foz do Iguaçu
Atlético
Caio; Diego, Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Pierre, Guilherme Rend, Giovanny, Felipe Dorta e Yago (João Pedro); Ederson (Vitor Naum).
Técnico: Tiago Nunes

Foz do Iguaçu
Julio Cesar; Paulinho, Alex Maranhão, Leandro Silva e Anderson Tasca (Luiz Beltrame) ; Maycon Canário, André Oliveira, Matheus Olavo e Douglas (Mathiola); Raphael Alemão (Marcelo Soares) e Luccas Brasil
Técnico: Allan Aal
Local: Arena da Baixada
Horário: 21h45
Árbitro: Anderson Iraci Guimarães
Assistentes: Deniel Carvalho e Diogo Morais
Cartões amarelos: Luccas Brasil e Anderson Tasca (Foz); Daniel (Atlético).

Público: 4.550

Renda: 93.255,00