SELO_FINAL-PARANAENSE-2017Há uma máxima no futebol que diz que “em time que está ganhando não se mexe”. E é por esta linha que o técnico Tiago Nunes pretende montar o Atlético que encara o Coritiba no domingo (1º), às 16h, no Couto Pereira. A partida é a primeira da decisão que vale o título do Campeonato Paranaense de 2018.

A única mudança em relação ao time que conquistou título da Taça Caio Júnior, diante do Londrina, será forçada. O volante Deivid levou o terceiro amarelo e cumpre suspensão. No entanto, o técnico Tiago Nunes não lamenta a perda porque tem um substituto à altura, que pode ser até mesmo um diferencial neste momento decisivo. É o experiente Pierre, jogador de 36 anos que traz a bagagem de vários títulos. Não à toa, ele chega com moral e vai usar a braçadeira de capitão.

“É um jogador que é multicampeão. Já passou por diversas decisões. É um cara que tem um espírito muito jovial, é presente, tem uma voz ativa dentro do grupo. É um atleta que a gente tem muita confiança pelo que ele vem contribuindo dentro e fora do campo”, afirmou o treinador.

Confiança

O último jogo de Pierre foi contra o Toledo e graças a sua boa atuação, Nunes está confiante de que a alteração na meia-cancha defensiva não será sentida. “Ele fez uma partida excepcional em Toledo e estamos confiantes que ele vai agir com muita naturalidade. O que vou fazer é apenas não tentar atrapalhar a performance dele”, completou.

A campanha do Furacão ao longo do Estadual foi estável se comparada a do Coxa, campeão do primeiro turno. Enquanto o Rubro-Negro somou 25 pontos, terminou na liderança da classificação geral do Estadual e esteve nas duas semifinais, o Coritiba terminou em sexto lugar geral com 14 pontos e ficou de fora das decisões da segunda fase.

No entanto, apesar de o Atlético estar, na tabela geral do campeonato, muito à frente do Coritiba, o treinador atleticano não vê o Furacão com vantagem para a decisão.

“Não vejo nenhum favorito nos dois clássicos. Serão jogos muito disputados e decididos no detalhe. Nós não tivemos o tempo que o Coritiba teve para treinar pensando na final. Tivemos uma sequência de jogo e não vamos ter como nos recuperarmos. Vamos ter que nos superar tendo em vista que vamos enfrentar um adversário que vai estar inteiro fisicamente, se preparando exclusivamente para esse momento”, explicou Nunes.

Vale lembrar que o Atlético está invicto na temporada. O time de aspirantes fez até o momento 14 jogos, conquistou nove vitórias e ficou no empate em cinco ocasiões. Para a primeira partida da decisão, o time deve entrar em campo com Caio; Diego Ferreira, José Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Pierre, Bruno Guimarães e Matheus Anjos; João Pedro, Marcinho e Ederson.