Desde que a atual diretoria do Atlético assumiu, um dos objetivos era fortalecer a marca do Furacão a nível nacional e internacional. Fora do país, o Rubro-Negro tem dado passos importantes para rapidamente ser conhecido. Na semana passada, o clube firmou uma parceria com o Everton, da Inglaterra, que já vinha sendo desenhada desde outubro do ano passado.

Através da FunCap, o Atlético fechou um acordo com o EitC, Everton in the Community, até o final de 2018. A meta da parceria é a troca de conhecimento e estratégias no campo educacional e de desenvolvimento social. A ideia é desenvolver a comunidade através do futebol, com a criação de vários projetos.

“Esta parceria mostra que o caminho que temos trilhado é correto. Conseguimos o respeito de um clube protagonista em ações educacionais e sociais. Temos muito o que aprender, compartilhar e construir”, disse o segundo secretário do Conselho Deliberativo do Atlético, Roberto Bonnet, ao site oficial do clube.

“Esta parceria representa um momento significativo dentro da história do EitC, na medida em que olhamos para explorar como os nossos conhecimentos, modelos e lições que aprendemos ao longo dos últimos 29 anos podem ser utilizados para beneficiar e impactar positivamente um número ainda maior de comunidades em todo o mundo”, ressaltou Johnnie Garside, gerente de Saúde e Bem-Estar do Everton.

Parcerias com clubes internacionais não são novidades para o Furacão. Recentemente, o clube firmou um acordo com o Orlando City, dos Estados Unidos, para onde enviou alguns garotos da base para fazerem intercâmbio. Porém, em questão social, esta é a primeira vez que dois clubes de países diferentes se unem.

“A parceria une os colegas da EitC com os seus homólogos brasileiros, criando plataformas de interação, conectividade e diálogo significativo para apoiar o desenvolvimento de projetos, fornecer orientação e compartilhar recursos, além de fornecer conhecimentos técnicos para o pessoal. Esta parceria mutuamente benéfica apóia a visão e os objetivos de ambas as partes, centrando-se em estender uma mão de amizade entre países para elevar os padrões de desenvolvimento comunitário através do futebol e compartilhar as melhores práticas em todos os continentes”, disse um trecho da nota divulgada no site do Everton.