Um dia antes de decidir o título da Copa Sul-Americana e de fazer, diante do Junior Barranquilla, nesta quarta-feira (12), às 21h45, na Arena da Baixada, um dos jogos mais importantes da sua história, o Atlético tem uma nova identidade visual. Nesta terça-feira à noite, na área vip do Joaquim Américo, em evento aberto à imprensa, conselheiros e convidados, o clube apresentou seu novo símbolo e seus novos uniformes. Além disso, o Furacão também apresentou seus novos mascotes, novos projetos digitais que fazem parte dessa nova era, como um novo site oficial, aplicativos e um clube de vantagens.

+Leia mais: Imprensa colombiana acredita em Junior destemido

Nessa fase de mudança da identidade visual do Atlético, foi contratada a empresa da OZ estratégia+design. Dentro dessa intenção da diretoria atleticana, a ideia foi resgatar o passado e ter uma identidade própria. Por isso, a nova grafia do clube passa a ser Athletico. Segundo o presidente do conselho deliberativo, Mario Celso Petraglia, não há nenhum registro da mudança da grafia para como é conhecido atualmente e, por isso, a mudança na escrita não será necessária a aprovação dos sócios.

 

Nova marca remete ao Furacão.Foto: Reprodução
Nova marca remete ao Furacão.Foto: Reprodução

“Temos que reconhecer que o Atlético é o mineiro. Fora do Brasil somos o Paranaense. Resgatamos isso também. Não mudamos nosso nome, a ideia não era mudar as cores nem o nome, mas apenas resgatar nosso nome de registro”, comentou Petraglia.

Depois de algum suspense e de toda a apresentação, a nova identidade visual do Atlético foi mostrada ao público presente no evento. Foi, na verdade, a junção de vários elementos que fazem parte da vida e da história do clube.

+ Leia também: Furacão quase definido pra encarar o Junior Barranquilla

“Quando você redesenha uma marca não pode desprezar a história. Apesar de nova, tem que estar relacionada com nosso histórico. O desenho, na verdade, é a junção de elementos. Pensamos no Furacão, na letra F, nos quatro ventos. Resgatamos a ideia do escudo que tradicionalmente faz parte das marcas de futebol, além das diagonais da bandeira do Estado do Paraná”, contou Giovanni Vannucchi, proprietário da OZ.

O mascote do Atlético também mudou. É a Família Furacão. Conta com cinco personagens (pai, mãe, filho, filha e cachorro, o Fura-Cão) e que fazem lembrar super-heróis. A nova camisa do Furacão, que só deve ser usada no ano que vem, também ficou bem diferente. A número 1 tem a cor vermelha predominante com detalhes em preto e que faz referência ao Furacão com quatro listras. A camisa número 2 é branca e apresenta o mesmo design, sendo diferenciada apenas pela cor.

Família Furacão vai simbolizar o Furacão a partir de agora. Foto: Albari Rosa
Família Furacão vai simbolizar o Furacão a partir de agora. Foto: Albari Rosa

O porta voz do evento foi o presidente do conselho deliberativo do Atlético, Mário Celso Petraglia. O cartola fez uma apresentação chamada de         “A transformação”. De 1995 a 2018, o mandatário rubro-negro intitulou esse período de “o caminho de uma nova era”. Esse evento, segundo ele, marcou mais um passo da transformação do clube para ser, a partir do ano que vem, um dos protagonistas também dentro de casa.

“Respeitamos muito o nosso passado. Ninguém tem presente e não terá futuro se não olhar e não ficar atento ao seu passado. Hoje estamos escrevendo a nossa história e que no futuro será passando. E queremos que os que estarão com o compromisso com o nosso clube no futuro tenham orgulho do que estamos realizando hoje”, comentou Petraglia.

+ Mais na Tribuna: Atlético quer entrar de vez no ‘clube dos grandes’

Mário Celso Petraglia, diante dos conselheiros e de convidados, garantiu que o Atlético está entrando em um novo momento. Não apenas pelas mudanças, mas também para passar a ser protagonista, a partir de agora, não apenas por sua infraestrutura invejável, mas sim por seus resultados dentro de campo.

Esta é uma das novas camisas do Furacão. Foto: Albari Rosa
Esta é uma das novas camisas do Furacão. Foto: Albari Rosa

“A fase que o Atlético investiu em infraestrutura, sistemas, patrimônio, nos leva a condição de ser considerado o clube com a melhor infraestrutura das Américas. Estamos prontos para entrarmos onde nós queremos, que é a alma do nosso clube, que é o que nos move, o que nos motiva. Chegou a hora do ciclo do protagonismo em campo, dentro das quatro linhas”, garantiu o presidente atleticano.

+ Futuro: Atlético quer coroar ótima campanha na Arena com título

Toda a mudança apresentada foi baseada, segundo Giovanni Vannucchi, proprietário da OZ, na história do Atlético, em pesquisas e em entrevistas internas e externas. Foram feitas também pesquisas com os sócios do Furacão. Dos 18 mil associados do clube, 1388 responderam ao questionário e contribuíram com a criação da nova identidade visual do clube.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!