Depois de perder por 1×0 para o Atlético-MG, no último domingo (21), o Atlético se afastou um pouco mais do G4 do Campeonato Brasileiro – é o nono colocado, com 30 pontos, seis a menos que o Santos, o quarto -, e, agora, volta todas as atenções para a Copa do Brasil, onde na quarta-feira (24) recebe o Grêmio, às 19h30, pelo duelo de ida das oitavas de final da competição. Como o técnico Paulo Autuori sempre enfatiza que não irá priorizar nenhum torneio, deve ir com força máxima para a partida.

Com um elenco enxuto, depois das saídas de Vinícius e Walter e uma série de jogadores lesionados, o treinador não tem tantas opções para escalar o Furacão. Até por isso, o time deve ser próximo do que entrou em campo na última rodada.

Autuori contará com os retornos do lateral-direito Léo e dos volantes Otávio e Hernani, que estavam suspenso no Brasileirão. Além disso, pode contar com o zagueiro Paulo André, que estava lesionado, mas foi reavaliado e liberado. Porém, o principal ‘reforço’ é o retorno do goleiro Weverton, que após conquistar a medalha de ouro nas Olimpíadas, desembarcou no domingo (21) em Curitiba e está à disposição do comandante atleticano.

Peças que acabam fortalecendo a equipe, que só terá desfalques caso algum atleta reclame de algum cansaço ou desconforto muscular e precise ser poupado.

“A vida te propões questões e você tem que estar pronto para responder positivamente. De novo não vamos poder contar com jogadores que já jogaram na Copa do Brasil e temos que arranjar uma forma de enfrentar uma das equipes mais fortes do Brasil, na minha perspectiva”, afirmou Autuori.