Depois da final do Campeonato Paranaense, quando perdeu por 3×0 para o Coritiba, o Atlético entra em campo hoje em mais uma decisão. O confronto contra o San Lorenzo, às 21h, na Arena da Baixada, pela Copa Libertadores, não vale nenhuma taça, mas pode garantir o Furacão nas oitavas de final do torneio continental, com uma rodada de antecedência. Para isto, basta uma simples vitória.

Até por isso, o tropeço diante do Coxa no Estadual já não é nem mais falado no Rubro-Negro. O foco total é no confronto com os argentinos. Ainda mais pela importância do duelo. Uma derrota, dependendo do que acontecer no Maracanã, no jogo entre Flamengo e Universidad Católica, pode deixar o grupo 4 todo embolado, com uma diferença de apenas um ponto entre o primeiro e o quarto colocados.

Para não correr riscos de se complicar, o Atlético quer fazer valer o mando de campo, onde não perdeu no torneio, e conta com o apoio da torcida para confirmar a vaga na próxima fase.

“O San Lorenzo, nós sabemos, é um clube com sua tradição, é um grupo antes chamado de grupo da morte. É claro que, para eles, também será final amanhã. Vamos jogar em casa, com a nossa torcida, não tem motivação maior do que isso”, disse o atacante Eduardo da Silva, prevendo um duelo complicado.

Para o San Lorenzo, só a vitória interessa. Qualquer outro resultado já elimina os argentinos, que para preservar o elenco principal para o compromisso na Arena, jogou na última sexta-feira pelo Campeonato Argentino, quando venceu o Gymnasia por 1×0, com uma equipe quase toda reserva, o que aumenta a preocupação do técnico Paulo Autuori.

“É normal que venham para cá com o objetivo de ganhar a partida, somente isto os interessa. Temos um respeito enorme pelo San Lorenzo, porque tem grandes jogadores e um grande treinador. Acredito que será uma partida muito complicada e teremos que ser muito competitivos para podermos sair com a vitória”, afirmou o treinador.

Mas se por um lado o adversário vem com um time descansado, por outro o Furacão também terá jogadores preparados exclusivamente para esta decisão. O zagueiro Thiago Heleno, o volante Otácio e o meia Lucho González, poupados no Atletiba, voltam ao time, assim como o zagueiro Zé Ivaldo e o atacante Eduardo da Silva, que entraram no segundo tempo do clássico. A única dúvida é o meia Nikão, que treinou normalmente, mas ainda sente dores no ombro.

FICHA TÉCNICA

LIBERTADORES
Grupo 4 – 5ª rodada

ATLÉTICO X SAN LORENZO

Atlético
Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González, Nikão (Douglas Coutinho) e Felipe Gedoz; Eduardo da Silva.
Técnico: Paulo Autuori

San Lorenzo
Navarro; Paulo Díaz, Angeleri, Caruzzo e Rojas; Mussis, Ortigoza, Belluschi, Merlini e Botta (Cerutti); Blandi.
Técnico: Diego Aguirre

Local: Arena da Baixada
Horário: 21h
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Alexandre Guzman (COL) e Cristian de La Cruz (COL)