Faltam quatro jogos para o final do Campeonato Brasileiro. E o Atlético vive sensações estranhas – de um lado, a preocupação com as partidas fora de casa; mas de outro, uma grande confiança com as partidas na Arena da Baixada. Melhor mandante da competição, o Furacão conta com vitórias sobre Sport e Flamengo para garantir a vaga na Libertadores – e fazer história ao ter a melhor campanha em casa desde que o campeonato passou a ser disputado em pontos corridos.

Não seria uma marca exclusiva do Furacão. Ano passado, o Corinthians de Tite atingiu os 87,7% de aproveitamento que o Rubro-Negro atingirá caso vença seus dois últimos jogos na Baixada. Até agora, o Atlético tem 86,2% de rendimento com 14 vitórias, dois empates e uma derrota.

Fora o Corinthians, nenhum clube desde 2003 conseguiu superar 82,2% de aproveitamento em sua casa – desempenho que representa 15 vitórias, dois empates e duas derrotas. O Coritiba, por exemplo, foi o melhor anfitrião em 2011, mas com número inferior: 75,4%, resultado de 13 vitórias, 4 empates e 2 derrotas.

Outra marca representa o poderio atleticano em seu caldeirão: se permanecer entre os quatro melhores mandantes do Nacional, será a sexta vez que o Furacão termina a competição no “G4 dos mandantes” na era dos pontos corridos.

Em 2004, o Atlético teve 76,8% de aproveitamento. Em 2005, 2007 e 2010, foram 69,8% e 68,4% e 73,3% de aproveitamento, respectivamente. Já em 2013, o Rubro-Negro conquistou 77,2% dos pontos, mas o clube mandou os jogos na Vila Capanema por causa da reforma da Arena para a Copa do Mundo de 2014.