Atlético e Grêmio se reencontram no Campeonato Brasileiro. A partida acontecerá amanhã, a partir das 19h, na Arena da Baixada, e terá um ar de ‘tira-teima’, já que no primeiro compromisso entre os times na competição, na segunda rodada da disputa, o 0x0 ficou marcado pelo duelo tático entre os técnicos Fernando Diniz e Renato Portaluppi. Na ocasião, o Grêmio pressionou o quanto pôde o Furacão, que se defendia com todas as forças com um jogador a menos em campo. Camacho foi expulso aos 28 do segundo tempo e o Rubro-Negro teve que suar a camisa para segurar o placar. Além disso, o Atlético vinha de um início de temporada arrasador com Diniz – na estreia diante da Chapecoense, por exemplo, um convincente 5×1 – em que o então técnico era aplaudido pelo estilo inovador de colocar o time em campo. Era um confronto de equipes que estavam no topo.

Agora, a realidade é um pouco diferente. Ainda que esteja há cinco jogos sem perder, o Atlético amarga a zona de rebaixamento, herança deixada por Diniz ao novo comandante Tiago Nunes. Com 18 pontos somados, o Furacão é o 18º colocado. Uma vitória atleticana pode garantir que o time saia da situação de ‘perigo‘, dependendo de outros resultados da rodada. Por outro lado, o Grêmio está em 4º no Brasileirão, com 37 pontos, os mesmos do Flamengo, na terceira colocação. Portanto, os gaúchos vão pra cima do Atlético para evitar que os times da ponta se distanciem.

Se o duelo tem tudo para ser um grande espetáculo, para um jogador em especial, o confronto contra o tricolor gaúcho traz boas lembranças. O lateral-esquerdo Renan Lodi fez sua estreia como profissional, em 2016, quando tinha 18 anos, em uma partida contra o Grêmio.

“Fico feliz de reencontrar o time contra quem fiz minha estreia. Tenho boas lembranças, porque tinha acabado de subir para o profissional e fiz uma partida segura”, relembrou o atleta, que hoje se avalia como muito mais experiente.

“É um Renan mais maduro, com mais experiência. Estou confiante e preparado para fazer um grande jogo no sábado”, completou.

LEIA TAMBÉM NA TRIBUNA: Sem freio na bike, idoso grita pra salvar pedestre e morre ao cair

Como teve o jogo contra a Chapecoense cancelado porque não conseguiu desembarcar em Chapecó devido ao mau tempo, o Rubro-Negro teve um tempo extra de preparação visando o confronto com o Grêmio. Além de terem sido poupados de um jogo no meio da semana, o elenco teve dias a mais de treino.

O Atlético vem de uma vitória por 3×0 em cima do Flamengo, no Brasileirão e, na Sul-Americana, de um triunfo por 4×1 diante do Peñarol, no Uruguai.

CONFIRA A TABELA E A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO!

Lodi aposta nos bons jogos que o Atlético vem fazendo para poder bater de frente contra o Grêmio.

“Essa sequência é muito boa. O fator casa tem que prevalecer para que a gente possa sair dessa situação. Sabemos que é uma das melhores equipes do Brasil, então temos que estar preparados”, concluiu o camisa 12.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!