O Atlético está mais distante de conquistar uma vaga no G7 do Campeonato Brasileiro. Inconstante e sem repetir as boas atuações dentro de casa, o Furacão perdeu para o Atlético-MG por 2×0, na noite deste domingo (1), na Arena da Baixada, permaneceu com 34 pontos, na 8ª posição e agora a seis pontos do Botafogo, sexto colocado – o Flamengo, sétimo colocado, tem cinco a mais, mas joga nesta segunda (2). O Furacão, com uma vitória apenas nas últimas seis rodadas, terá um tempo a mais para trabalhar e volta à campo somente dia 11, contra o Atlético-GO, novamente no Joaquim Américo.

Veja como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Diante do xará mineiro, o Atlético, no primeiro tempo, não conseguiu repetir as boas atuações recentes na Arena da Baixada. Com mais posse de bola, o time rubro-negro girava a bola, mas esbarra na boa marcação do Galo. A primeira chance do Furacão veio aos 10 minutos com Ribamar, mas a bola saiu por pouco. Na sequência, Jonathan arriscou de fora da área e o goleiro Victor fez boa defesa.

O Atlético-MG, bem postado na defesa, tinha espaços para explorar os contra-ataques. Aos 16 minutos, o Galo criou assim sua primeira chance, mas Weverton defendeu o chute de Fred. Cinco minutos depois, o time mineiro abriu o placar. Contando com a falha da defesa rubro-negra após cobrança de escanteio de Valdívia, Robinho aproveitou o rebote e fez o primeiro.

O gol era tudo que o Atlético-MG queria para impor ainda mais seu jogo defensivo. O Furacão passou a buscar mais o ataque, mas seguiu com dificuldades ofensivas. O Rubro-Negro, na verdade, passou a ficar mais nervoso e só não tomou o segundo gol no primeiro tempo graças a ineficiência do Galo para explorar os contra-ataques.

Felipe Gedoz entrou no segundo tempo e criou boas oportunidades, mas Furacão não aproveitou. Foto: Albari Rosa
Felipe Gedoz entrou no segundo tempo e criou boas oportunidades, mas Furacão não aproveitou. Foto: Albari Rosa

Mesmo com Felipe Gedoz na vaga de Pablo, o Atlético não voltou bem do intervalo. O Atlético-MG seguiu jogando de forma mais organizada e criando as melhores chances. Logo aos 2 minutos, Cazáres recebeu de Adilson e, dentro da área, mandou por cima. O Furacão, depois de um período sem conseguir atacar, passou a ser mais efetivo no ataque aos 20 minutos. Felipe Gedoz, de falta, quase fez um golaço.

A entrada de Matheus Anjos deu mais poder ofensivo ao Atlético. O jovem meia atleticano, aos 24, arriscou de fora da área e quase acertou o ângulo. Com o recuo excessivo do Galo, o Furacão passou a jogar todo no ataque e a pressionar em busca do empate. Aos 28, Gedoz arriscou da entrada da párea e Victor fez grande defesa.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Com o Atlético-MG totalmente recuado, o Atlético foi para o tudo ou nada. Aos 33 minutos, Jonathan cruzou, Pavez chutou da entrada da área e Alex Silva salvou em cima da linha. Na cobrança de escanteio, Thiago Heleno subiu mais que a zaga do Galo, mas Victor fez outra grande defesa.

O General, no entanto, foi determinante para decretar a derrota do Atlético. Aos 37, Thiago Heleno saiu jogando errado, Otero recuperou e serviu Robinho, que bateu sem chances para Weverton e ampliou a vantagem. Os protestos surgiram com o segundo gol do Galo. Em campo, o Atlético acusou o golpe, não conseguiu reagir e amargou mais uma derrota na Arena da Baixada no Brasileirão que o deixa mais distante da vaga no G7.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
2º Turno ­ 26ª Rodada

Atlético 0x2 Atlético-MG

Atlético
Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Matheus Rossetto, Guilherme (Matheus Anjos), Lucas Fernandes (Sidcley) e Pablo (Felipe Gedoz); Ribamar.
Técnico: Fabiano Soares

Atlético-MG
Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Valdivia (Otero) e Cazáres; Robinho (Clayton) e Fred (Rafael Moura).
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: Arena da Baixada
Gols: Robinho, 21 do 1º e 37 do 2º;
Cartões amarelos: Ribamar (CAP); Robinho, Elias, Victor, Alex Silva (CAM)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Público pagante: 11.418
Público total: 13.177
Renda: R$ 187.030,00