Rio de Janeiro – O Atlético chegou ao Rio de Janeiro na noite de segunda-feira (10) com 22 jogadores e quatro problemas. Dois certos e dois novos para o técnico Paulo Autuori. Já sem os meia-atacantes Felipe Gedoz e Pablo, que terão que cumprir suspensão automática na partida desta quarta-feira (12), às 21h45, contra o Flamengo, pela Libertadores, o Furacão também não vai contar com o volante Otávio e com o meia Carlos Alberto, que sequer vieram para o Rio.

Após o auxiliar-técnico Bruno Pivetti (que deu a entrevista coletiva após a classificação do Atlético para a semifinal do Campeonato Paranaense) dizer que Carlos Alberto passava por um período de trabalho “intensivo”, ainda não foi possível contar com ele para a partida desta quarta. Havia a expectativa de que ele pudesse ser relacionado, mas não houve jeito.

A mesma situação viveu Otávio. A ausência dele na partida do domingo (9) contra o Paraná Clube surpreendeu, e apenas na Vila Capanema se soube que ele teve uma lesão muscular, que o tirou do clássico e também o tirará da partida importante no Maracanã. Apesar de ter, inclusive, ter feito tratamento fora do período de treinos, ele nem veio.

Sem os dois, Paulo Autuori terá trabalho para montar o time do meio-campo para frente. Deverá apostar em uma trinca central, com Deivid, Matheus Rossetto e Lucho González, com Nikão e Eduardo da Silva vindo de trás e Grafite mais à frente. Esta opção contemplaria as ausências dos titulares e faria o Atlético ter um time mais experiente. Outras opções seriam os garotos João Pedro e Yago, além de Douglas Coutinho e Crysan.

Delegação

Os 22 jogadores que o Atlético trouxe para o Rio de Janeiro são:

Goleiros: Weverton e Santos
Laterais: Jonathan, Sidcley e Nicolas
Zagueiros: Paulo André, Thiago Heleno, Cleberson, Marcão e José Ivaldo
Meias: Deivid, Matheus Rossetto, Luiz Otávio, Lucho González, João Pedro e Nikão
Atacantes: Eduardo da Silva, Grafite, Yago, Luís Henrique, Crysan e Douglas Coutinho