O torcedor que acompanhar a volta do Atlético aos jogos oficiais, na próxima segunda-feira (16), contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, pela Copa do Brasil, certamente verá um time diferente do que já estava acostumado. Um outro treinador, um outro estilo de jogo e, quem sabe, até caras novas na equipe principal, que buscará reverter o tropeço de 2 a 1 sofrido na partida de ida, realizada na Arena da Baixada.

Sob o comando do técnico Tiago Nunes, o Furacão muda de esquema tático. O tradicional sistema com três zagueiros, utilizado durante toda a temporada com Fernando Diniz, será alterado. A tendência é que o novo comandante utilize uma linha defensiva com quatro atletas, três completariam a meia cancha um novo trio fecharia o ataque. Pelo menos, isso é o que tem sido testado nos treinamentos, inclusive, no jogo-treino contra o Paraná Clube, que terminou empatado em 1 a 1, na manhã do último sábado.

Para a volta do Rubro-Negro frente à Raposa, o técnico Tiago Nunes já não contará mais com o volante Esteban Pavez, que certamente seria titular do time e de volta a sua posição original. Aliás, as improvisações serão abolidas pelo novo treinador, que não é adepto disso. Será cada um na sua. Se não conta com o chileno, Tiago Nunes terá novidades no elenco, como o lateral-direito Diego, que vinha treinando com o time de aspirantes, e o atacante Marcelo Cirino, confirmado na última semana como novo reforço do grupo.

Nos próximos dias, mais alguns atletas deverão ser confirmados pela diretoria rubro-negra. São os casos do zagueiro Thiago Cionek, que disputou a Copa do Mundo pela Polônia, o volante Wellington, ex-Vasco, e o meio-campista Bruno Nazário, que vinha disputando a Série B do Campeonato Brasileiro pelo Guarani.

O primeiro ainda depende de uma reunião para saber se vestirá mesmo a camisa rubro-negra. Natural de Curitiba, Cionek fez a sua carreira no futebol europeu e nunca vestiu a camisa de um time profissional de sua cidade-natal. O desejo de contar com o defensor já é antigo. No início da temporada, o Atlético já havia manifestado o interesse.

Confira a tabela e a classificação do Brasileirão!

Para a vaga de Esteban Pavez, o Furacão já foi atrás de Wellington, do Vasco. O atleta não vem tendo espaço no clube carioca, após ter se envolvido em uma polêmica. Ele acabou sendo afastado do time principal, depois de postar uma imagem nas redes sociais, ironizando as vaias que recebia da torcida cruz-maltina.

Por fim, e mais próximo de uma oficialização, o meio-campista Bruno Nazário, que vinha sendo muito elogiado no Guarani. O meia, que pertence ao Hoffenheim, da Alemanha, já está no CT do Caju e aguarda pequenos detalhes para ser confirmado. O seu contrato com o Furacão será válido até o final do ano que vem.