O Atlético fará neste domingo (29) seu terceiro jogo seguido fora de casa. O compromisso será diante do Bahia, às 16h, na Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro. A partida pode ser mais uma oportunidade para que os comandados por Fernando Diniz mostrem que dentro ou fora de casa o estilo de jogo apresentado é o mesmo. Anteriormente, longe da Arena da Baixada, o Rubro-Negro enfrentou o São Paulo, pela Copa do Brasil, e o Grêmio, pelo Brasileirão. Até o momento, o time principal fez nove jogos e está invicto, com quatro vitórias e cinco empates.

Ainda que os placares positivos tenham sido conquistados em casa, alguns resultados importantes, como o empate com o São Paulo em 2×2 e o 0x0 com o Grêmio, evidenciaram que o Rubro-Negro mantém sua postura de buscar o jogo, manter a posse de bola e pressionar o adversário seja qual for o mando de campo.

Encontrando, aos poucos, a melhor maneira de dispor seu elenco para que jogue no melhor ‘estilo Diniz‘, o treinador repetiu a escalação nos últimos dois jogos realizados. Porém, contra o tricolor baiano, o técnico será forçado a fazer uma alteração entre os onze iniciais. No duelo contra os gaúchos, o volante Camacho foi expulso aos 28 minutos do segundo tempo, depois de levar seu segundo cartão amarelo na partida, e cumpre suspensão. Diniz poderá escalar Bruno Guimarães como substituto ou ainda puxar Jonathan para a lateral e colocar Matheus Rosseto na função.

Destaque no Campeonato Paranaense, o volante Bruno Guimarães está conquistando aos poucos seu espaço entre os titulares do time principal. Na estreia do Atlético no Brasileirão, na goleada de 5×1 diante da Chapecoense, o jogador de 22 anos atuou como zagueiro. Na segunda rodada, no empate com o Grêmio, o camisa 39 entrou no segundo tempo e fez a função no meio-campo.

“Fico feliz em ajudar. Não importa a posição, eu quero jogar”, explicou Bruno Guimarães. “Para o Fernando Diniz é bom ter essa versatilidade. Ele me conhece bem, então sabe como eu posso atuar”, completou o jogador reforçando a opção do técnico em explorar os jogadores em outras posições.

Contra os baianos, o Atlético vai encarar mais um jogo puxado, assim como os últimos que teve. O meia-atacante Nikão confia na preparação do time para superar uma equipe que utiliza a velocidade como ‘arma’ em campo. “É uma equipe rápida, de transição. Temos que trabalhar o mais forte possível para chegar lá e fazer um grande jogo”, falou o camisa 11.

Confira a tabela e a classificação do Brasileirão!

No ano passado, no Brasileirão, uma vitória para cada lado: o Rubro-Negro foi superado em Salvador e venceu em Curitiba. Em casa, Nikão marcou um dos gols da vitória por 4 a 1.

“O Campeonato Brasileiro só tem jogo bom. No ano passado fomos goleados lá e goleamos em casa”, finalizou Nikão.