Praticamente perfeito quando joga na Arena da Baixada, o Atlético terá que virar a chave e, nos dois jogos que vai realizar em sequência fora de casa, vai precisar somar pontos para se manter dentro do G6 do Campeonato Brasileiro. O primeiro desafio será neste domingo (6), às 17h, no Barradão, em Salvador, diante do Vitória, que está afundado na zona de rebaixamento da competição nacional.

Será uma boa oportunidade para o time acabar com a série de oito derrotas seguidas que acumula como visitante no Brasileirão. Isto porque o Vitória, jogando dentro de casa, tem a terceira pior campanha na competição nacional com apenas 45% de rendimento quando atua em Salvador.

Em que pese o péssimo rendimento do Atlético nas partidas fora de casa, o técnico Paulo Autuori destacou a campanha equilibrada do Furacão dentro do Campeonato Brasileiro. O treinador frisou ainda que se o time atleticano fosse um pouco mais eficiente como visitante, poderia estar com a vaga na Libertadores da América praticamente garantida e dentro do G4 da competição nacional.

“O Atlético tem feito um campeonato bem regular, tem estado nessas posições há algum tempo e isso demonstra uma certa regularidade. Poderia estar em uma situação melhor se nosso rendimento fora de casa fosse melhor, um pouco melhor, não precisava ser tanto. Certamente hoje estaríamos muito próximos de garantir a vaga na Libertadores”, apontou Autuori.

Para enfrentar o Vitória, o técnico Paulo Autuori não poderá contar com o zagueiro Thiago Heleno, suspenso e possivelmente com o atacante André Lima, vetado pelo departamento médico. O volante Otávio, com uma conjuntivite, deve reunir condições de enfrentar o rubro-negro baiano. Sem poder contar com André Lima, Pablo deve jogar mais a frente e Matheus Rossetto deve compor o setor de criação do Furacão para essa partida.

Na defesa, o substituto de Thiago Heleno deve ser Wanderson. Seu companheiro será o zagueiro Paulo André, que destacou o bom poder ofensivo do Vitória, apesar da campanha ruim do time baiano no Campeonato Brasileiro. “O ataque do Vitória é muito qualificado. São jogadores que podem fazer a diferença individualmente e vão jogar o jogo da vida, o jogo do campeonato. Se a gente conseguir defender bem, vai acabar criando espaços no campo para contra-atacar. Temos que ter atenção”, concluiu Paulo André.

Ficha técnica

SÉRIE A
34ª Rodada – 2º Turno

Vitória x Atlético

Vitória
Fernando Miguel; Diego Renan, Kanu, Victor Ramos e Euller; Amaral, Willian Farias e Cárdenas; Marinho, Zé Love e Kieza.
Técnico: Argel Fucks

Atlético
Weverton; Léo, Paulo André, Wanderson e Nicolas; Otávio, Hernani, Lucho González, Lucas Fernandes e Matheus Rossetto; Pablo.
Técnico: Paulo Autuori

Local: Barradão (Salvador-BA)
Horário: 17h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Marcelino Castro de Nazaré (PE)