O Atlético reencontra a Arena Joinville amanhã, quando enfrenta o time da casa, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, às 21h. Sem Walter, expulso diante do Atlético-MG no jogo passado, Cléo retorna ao time titular após longo período.

A escolha pelo centroavante foi feita pela semelhança no estilo do camisa 18, resultando em uma equipe sem mudança drástica taticamente. Apesar de não atuar desde o duelo contra o Londrina, pelo Campeonato Paranaense, no dia 29 de março, o comandante rubro-negro decidiu utilizá-lo para apostar em jogadas aéreas.

“O Cléo vai fazer o papel que faz o Walter. Ganhamos um pouco de bola aérea e é o que a gente pretende, porque um dos nossos pontos fortes é jogar pelas alas”, justificou Milton Mendes, em entrevista à RPC.

O treinador ainda citou que o time titular terá uma “leve alteração”. O volante Jadson, que retorna de suspensão e vinha bem nos duelos, deve retornar na vaga de Otávio que, mesmo fazendo um bom jogo contra o Galo, tende a retornar ao banco de reservas.
“Então, temos nossa ideia bem formatada, bem equilibrada de jogar. Mas praticamente serão os mesmos jogadores”, completou o comandante atleticano.

Time

O Furacão deve ir a campo com: Weverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Natanael; Jadson (Otávio), Hernani, Nikão e Felipe; Douglas Coutinho e Cléo.

Reforço

O Atlético vai confirmar, nos próximos dias, a contratação do zagueiro Christián Vilches. Vindo do Colo Colo, do Chile, ele já está em Curitiba. O reforço, que foi confirmado pelo diretor de futebol Paulo Carneiro em reunião “secreta” do conselho, chegou quarta e esteve no CT do Caju, onde conversou com Milton Mendes. O atleta de 31 anos só poderá jogar a partir de 14 de julho – na reabertura da janela de transferência internacional.

Joinville está invicto

O Atlético terá que quebrar um longo jejum do Joinville dentro de casa se quiser conquistar os três pontos amanhã, às 21h. Faz dez meses que o JEC não perde dentro da Arena Joinville. A última derrota nos seus domínios ocorreu no dia 26 de julho de 2014, quando perdeu por 1×0 para o Avaí, pela Série B.

Nesse período foram 25 partidas. É a maior invencibilidade como mandante entre todas as equipes da Série A. Em segundo lugar está o Vasco, com 22 jogos sem perder em São Januário. O Sport é o terceiro, com 21 partidas invicto na Ilha do Retiro.

Contra o Furacão, o time de Santa Catarina terá pela primeira vez o apoio da sua torcida após o retorno à Série A, já que o jogo da segunda rodada, contra o Palmeiras, foi com portões fechados. Os ingressos já estão à venda, inclusive os 1.800 destinados para a torcida rubro-negra, mas a comercialização ocorre apenas em Joinville.

As duas equipes não se enfrentam pela Série A há 29 anos. O último confronto ocorreu em 1986, com a vitória do Joinville por 2 x0.