Apesar de ter sido uma promessa de campanha da chapa CAPGigante, liderada pelo presidente Luiz Sallim Emed, o atacante Walter não permanecerá no Furacão e vai defender o Sport na temporada de 2016. Assim, a diretoria atleticana terá que usar o plano B e, agora, terá que correr para tentar achar um substituto para o camisa 18. Experiente, carismático e com faro de gol – é este o perfil de jogador que a cúpula rubro-negra terá que correr atrás a partir de agora.

Quando o Atlético anunciou a contratação do atacante André Lima, especulou-se que o experiente centroavante de 30 anos seria o substituto de Walter. O presidente atleticano, na oportunidade, afirmou que André Lima chegou para somar e que não fora contratado para substituir o camisa 18. Entretanto, dentro do elenco rubro
-negro, não há outro jogador que se assemelhe às características do jogador e que possa, de fato, substituir Walter.

Foi bem

Walter deve deixar saudades. Apesar do problema recorrente com seu peso, o clube e a torcida atleticana abraçaram o centroavante, que se sentiu em casa e rapidamente caiu nas graças do torcedor rubro-negro. Quando acabou a temporada de 2015, o camisa 18 prometeu que, em 2016, iria se cuidar mais e tentar manter sua forma física ideal.

Entretanto, quando anunciou a saída de Walter em nota divulgada através do seu site oficial, o Atlético criticou abertamente os problemas físicos do camisa 18. Apesar disso, o centroavante, que defenderá o Sport neste ano, se despediu oficialmente do Furacão utilizando a sua conta pessoal no Instagram e não rebateu as declarações dadas pela cúpula rubro-negra.

De boa

Walter agradeceu o clube, a torcida atleticana e citou nominalmente o presidente Mário Celso Petraglia (apesar de tê-lo chamado de “Mário Sérgio”) no seu pronunciamento de despedida do time atleticano.

“Venho por meio deste agradecer por todo o carinho da família e nação atleticana! Obrigado pelo respeito, o qual sempre tiveram por mim, dentro e fora de campo desse clube que me abriu as portas e me acolheu tão bem… com toda a infraestrutura de um clube grandioso! Dia 31/12/2015 eu completei mais esse ciclo, no qual fui muito feliz. Deixo aqui meu carinho e respeito por todos os funcionários da família Atlético Paranaense, principalmente ao presidente, pelo qual também tenho grande admiração. Para todos os torcedores deixo o meu muito obrigado, vocês são incríveis e me encantaram com amor que demonstram ao clube. Obrigado pela forma que me receberam, de coração!”, disse Walter, no seu pronunciamento.

Reapresentação hoje

Há tempos uma temporada não começava tão promissora para o Atlético dentro de campo como a de 2016. O elenco retorna hoje de férias e inicia a sua pré-temporada no CT do Caju visando o Campeonato Paranaense, a Primeira Liga, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Neste ano, o Furacão utilizará desde o começo seu time principal e, assim, diferentemente do que aconteceu nos últimos anos, abre mão de uma pré-temporada maior e de excursionar pela Europa.

Se há motivos de sobra para lamentar a saída do atacante Walter, o Atlético reforçou o elenco. Além do lateral-direito Eduardo, que renovou por dois anos, a equipe se reapresentará hoje com sete novidades.

A defesa foi o setor mais reforçado. O Furacão acertou com os zagueiros Paulo André e Thiago Heleno, além dos laterais Léo, que já defendeu o clube em 2013, e Pará, que a exemplo de Paulo André, foi envolvido na ida do atacante Douglas Coutinho com o Cruzeiro. Além deles, o clube acertou com o meia Vinicius e os atacantes Anderson Lopes e André Lima, que se destacaram pelo Avaí.