A partir deste domingo (28), o Atlético quer iniciar uma ‘nova era’. Depois de ficar quase um ano e três meses com Paulo Autuori no comando, o Furacão agora quer seguir o trabalho com Eduardo Baptista à frente do time. E a estreia será contra o Flamengo, às 16h, na Arena da Baixada, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, onde o Rubro-Negro precisa iniciar uma recuperação.

Nas duas primeiras partidas pela competição, foram duas derrotas (6×2 para o Bahia e 2×0 para o Grêmio). Por isso, apesar do momento tranquilo internamente, com a classificação para as oitavas de final da Libertadores, e a efetivação de Autuori ao cargo de gestor técnico, o Atlético não pode vacilar novamente em casa, onde perdeu os últimos três jogos. Porém, o retrospecto negativo recente não vem sendo considerado um adversário a mais.

“Por tudo que a gente fez, os meses que ficamos sem perder em casa, eu fico tranquilo. E uma hora isso ia acontecer. Nós não somos imbatíveis, não somos heróis, e isso aconteceu em um clássico, onde a repercussão é bem maior do que se fosse outra qualquer equipe. Mas estou bem tranquilo. Sabemos onde temos errado e tenho certeza que o Eduardo (Baptista) já viu as situações para poder trabalhar e com certeza vamos voltar a ser fortes na Baixada”, disse o meia Nikão.

Para fazer as pazes com a vitória, nada melhor que reencontrar o último adversário batido pelo Rubro-Negro diante da torcida. A última vez que o Atlético ganhou na Arena foi contra o Flamengo, no dia 26 de abril, quando fez 2×1, pela Libertadores. Aliás, o confronto entre estas duas equipes ganhou um clima extra de rivalidade, justamente pela briga entre eles por uma das vagas nas oitavas de final. E nada melhor do que estrear em um duelo tão forte como este.

Eduardo Baptista vê estreia contra o Flamengo 'facilitada', pelo nível de concentração dos jogadores. Foto: Jonathan Campos
Eduardo Baptista vê estreia contra o Flamengo ‘facilitada’, pelo nível de concentração dos jogadores. Foto: Jonathan Campos

“Eu gosto de grandes jogos. E estrear em um grande jogo como Atlético x Flamengo, que já era grande e pelos últimos acontecimentos ficou ainda maior, é um prazer imenso. Nesses jogos, a concentração do atleta é altíssima, eles se preparam de uma maneira diferente. O Atlético vem de uma classificação histórica, o Flamendo de duas vitórias, então as duas equipes chegam em um bom momento e esperamos fazer um jogo melhor para ganhar, o que é importante no Brasileiro”, destacou Eduardo Baptista.

Confira a classificação completa do Brasileirão!

“Jogar contra o Flamengo todo jogador quer jogar, quer estar dentro de campo, ainda mais pelas situações que aconteceram dias atrás, de a cada cinco minutos mudar a tabela de classificação. É uma rivalidade gostosa, rivalidade boa. Já jogamos duas vezes com eles, sabemos como eles se comportam em campo”, afirmou Nikão.

Para este confronto, o treinador atleticano não deve mexer muito na equipe. A única dúvida é o meia Carlos Alberto, que sentiu dores na panturrilha e foi poupado dos últimos treinamentos. Caso seja vetado, Guilherme e Lucho González brigam pela vaga. O restante da formação deve ser a mesma que perdeu para o Grêmio por 2×0, na rodada passada.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
1º Turno – 3ª Rodada

ATLÉTICO X FLAMENGO

Atlético
Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Nikão, Guilherme (Lucho González) e Pablo; Eduardo da Silva.
Técnico: Eduardo Baptista

Flamengo
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão e Ederson; Matheus Sávio (Rodinei), Éverton e Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

Local: Arena da Baixada
Horário: 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Neuza Ines Back (Fifa-SC)