Um dos destaques do Bahia no acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro nesta temporada, o atacante Edigar Júnio poderia voltar em 2017 ao Atlético, clube com o qual tem contrato até o 2018. Porém, a tendência é de que ele permaneça em Salvador. Agora em definitivo, de acordo com o jornal Correio, de Salvador.

O Furacão e o tricolor baiano já chegaram a um acordo e Edigar Júnio será vendido em definitivo. Para a transferência se concretizar, resta ainda o Bahia e o atacante se acertarem. Mas o desejo do atleta é de continuar no time, onde se destacou em 2016 com 16 gols em 47 partidas, sendo o vice-artilheiro da equipe no ano.

Assim, aos 26 anos, Edigar Júnior pela primeira vez não terá mais vínculo com o Atlético. Revelado pelo clube em 2011, ele nunca se firmou no Rubro-Negro, tendo mais chances atuando com o time sub-23. Até por isso, foi emprestado duas vezes para o Joinville, onde conquistou o acesso à Série A, em 2014, e também ao Bahia, com outro acesso. Nos dois times, foi decisivo. No JEC, por exemplo, marcou 12 gols na campanha que levou ao título da Série B.

Eduardo

Outro que deixará o Atlético para ficar no Bahia é o lateral-direito Eduardo. Emprestado ao time baiano, no meio da temporada, após perder espaço para Léo, o jogador agradou e será reemprestado. O vínculo dele com o Furacão termina no final de 2017, mesmo prazo do empréstimo ao Bahia.