Depois de perder três jogos para o Atlético em 2015 (um no Brasileiro e dois na Sul-Americana), o Joinville complicou a vida do Furacão neste sábado (5), na Arena da Baixada. Mesmo com um jogador a mais desde os 30 minutos do primeiro tempo, o time do técnico Milton Mendes não passou de um empate sem gol diante do vice-lanterna do Brasileiro.

O resultado não poderia vir em pior momento. O Rubro-Negro, que vinha de duas vitórias seguidas e esboçava repetir, no segundo turno, o início fulminante da largada do campeonato, foi ultrapassado pelo São Paulo e deixou o G4. Agora com 37 pontos, o clube paranaense também pode ser superado pelo Palmeiras no complemento da rodada, neste domingo (6).

O quarto encontro na temporada foi tenso, repleto de faltas e reclamações dos jogadores e quatro cartões vermelhos. Com menos de meia hora de partida, os donos da casa ganharam uma importante vantagem numérica. Após cometer duas faltas praticamente idênticas, o lateral-esquerdo Diego recebeu dois cartões amarelos e foi expulso.

Antes disso, o Furacão já havia chegado com perigo duas vezes. Primeiro, Walter levantou na área e Marcos Guilherme, sozinho, dominou e bateu em cima do goleiro Agenor. A segunda oportunidade veio com Sidcley. Após bonita trama, o lateral bateu colocado da entrada da área e viu a bola passar ao lado do poste direito.

A partir do momento em que ficou com um jogador a menos, o Joinville enfatizou sua estratégia já bastante defensiva com a saída do atacante Kempes para a entrada do zagueiro Domingues.

Apesar de comandar as ações com 70% da posse de bola, o Atlético parou de criar no meio-campo e não incomodou mais o arqueiro catarinense. E, em um contra-ataque pouco antes do intervalo, Edson Ratinho ainda assustou Weverton – o chute passou por cima. “O jogo está equilibrado. O time deles está bem defensivo, esperando uma bola enfiada. Quando ficamos com um a mais, eles se fecharam ainda mais. Temos de ter paciência, tocar bem a bola e ter mais intensidade”, pediu o camisa 12 atleticano no intervalo.

Para tentar transformar o domínio em gol, o técnico tirou o volante Deivid e colocou o atacante Ewandro no reinício da partida. O duelo, porém, teve de ser interrompido aos 14 minutos. Kadu e Lucas Crispim disputaram a bola no alto e o atleta do JEC bateu a cabeça no gramado ao cair. Ele foi imobilizado e levado de ambulância ao hospital. Ao todo, foram seis minutos de atendimento ao jogador, que passará a noite em observação.

O panorama, contudo, não mudou. Os paranaenses pressionaram e até perderam a cabeça – Marcos Guilherme recebeu o vermelho após confusão com Alef, que também foi expulso. Edson Ratinho também levou vermelho nos acréscimos por tentar ganhar tempo. Walter ainda perdeu, de cabeça, o gol da vitória. Quarta (9), o Atlético enfrenta o Figueirense, fora.

Confira aqui o lance a lance da partida.

Ficha técnica

Craque

Agenor

O goleiro do Joinville parou o Furacão. Apesar de não criar tanto na partida, as poucas chances que o Atlético criou pararam nas boas defesas do goleiro.

Bonde

Diego

O time todo do Joinville esteve nervoso no jogo, abusando das jogadas ríspidas, algumas vezes beirando a violência, mas o lateral Diego não soube medir as faltas que fez e, em duas jogadas, acabou expulso de campo, com menos de 30 minutos de jogo.

Guerreiro

Walter

Ponto de lucidez no Furacão, foi o principal articulador da equipe. Demonstrou categoria e calma durante todo o jogo, mesmo diante do jogo violento do Joinville.

Chave do jogo

O jogo foi truncado, nervoso, recheado de jogadas ríspidas, mas ficou devendo em qualidade técnica. A forte marcação do Joinville prevaleceu desde o começo e, pouco inspirado, o Furacão não conseguiu criar grandes chances de marcar, nem tendo um jogador a mais em campo desde os 30 mi,nutos do primeiro tempo.

Cartões

Amarelos: Ewandro, Marcos Guilherme, Weverton (A); Diego, Edson Ratinho, Kadu (J)

Vermelhos: Marcos Guilherme (43/2º) (A); Diego (28/1º), Alef (43/2º), Edson Ratinho (52/2º) (J)

Suspensos

Atlético: Marcos Guilherme

Joinville: Alef, Diego, Edson Ratinho

Próximos jogos

Atlético: Figueirense (fora); Vasco (fora); Grêmio (casa)

Joinville: Chapecoense (casa); Corinthians (fora); Sport (casa)

Paraná Online no Facebook