Acabou o jejum de vitórias do Atlético no Campeonato Brasileiro. Em um jogo cheio de alternativas e diante do pior mandante da competição nacional, o Furacão não foi brilhante, mas teve o equilíbrio emocional necessário para vencer o Vitória de virada por 3×2, na noite desta quinta-feira (19), no Barradão, em Salvador. O time atleticano, com o resultado positivo colhido depois de quatro jogos sem vencer, chegou aos 38 pontos, se afastou da zona de rebaixamento e ocupa agora a 9ª posição na tabela. A equipe de Fabiano Soares, que pode voltar a olhar parte de cima da tabela, volta à campo neste domingo (22), diante do Sport, às 17h, na Arena da Baixada.

Veja como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Cada vez mais perto da zona de rebaixamento, o Atlético entrou em campo disposto a dar um bico na má fase e iniciou a partida no ataque. Logo aos 2 minutos, Ribamar chutou da entrada da área e Caíque fez grande defesa. O centroavante atleticano, no lance seguinte, abriu o placar. Na cobrança de escanteio de Guilherme, Ribamar subiu sozinho, cabeceou no canto e abriu o placar no Barradão.

O gol fez o Vitória despertar. Mesmo tendo mais posse de bola, o time baiano esbarrava na boa marcação do Atlético. O Furacão, no entanto, recuou demais e deu campo para o rubro-negro baiano. Aos 21, David arriscou de fora e Weverton salvou. Dois minutos depois veio o empate dos donos da casa. Caíque Sá, em impedimento, cruzou, Wanderson quase fez contra e, no rebote de Weverton, Jonathan falhou e cometeu penalidade em Juninho. Neílton cobrou bem e empatou a partida.

O Atlético acusou o golpe e foi encurralado pelo Vitória. O Furacão seguiu apenas marcando e o time baiano quase virou, mas a cabeçada do zagueiro Wallace parou na trave de Weverton. Em um dos poucos lances em que chegou a frente, aos 36 minutos, o time atleticano quase marcou, mas Caíque fez grande defesa no chute de Jonathan. Mas foi o rubro-negro baiano que terminou melhor a etapa inicial. Depois de trocar passes no ataque, Caíque Sá recebeu livre na área, chutou e Weverton garantiu o empate no primeiro tempo.

O Vitória voltou com o mesmo ritmo ofensivo para o segundo tempo. Aproveitando os espaços deixados pelo sistema defensivo do Atlético, o time baiano aproveitou para virar o jogo aos 4 minutos. Em outra boa jogada de David pela esquerda, Tréllez recebeu na área e bateu na saída do goleiro Weverton.

O Furacão seguiu dando espaços para o Vitória, que seguiu criando seguidas chances para ampliar a vantagem. Aos 10, foi a vez de Tréllez fazer boa jogada, mas o chute de Neílton passou perto do gol. Dois minutos depois, David passou como quis pela marcação do Atlético, entrou na área e Weverton livrou o time rubro-negro de tomar o terceiro.

O Atlético, aos poucos, conseguiu ajustar sua marcação no meio de campo e equilibrou a partida. O empate, então, não demorou a sair. Aos 20, Lucho recebeu cruzamento e ajeitou para Douglas Coutinho marcar. O Vitória se desestabilizou em campo e o Furacão passou a ser mais presente no campo ofensivo. Mas a equipe baiana era perigosa e ex-atleticano André Lima, de cabeça, quase recolocou os donos da casa em vantagem.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

O empate deu mais tranquilidade ao Atlético, que não demorou muito para virar o jogo. Aos 34, Guilherme, apagado em campo, mas sempre decisivo, cruzou a bola na cabeça de Ribamar, que mandou sem chances para Caíque e virou novamente o jogo. O terceiro gol do Furacão veio como um balde d’água fria para cima do Vitória, que provou porque tem a pior campanha como mandante do Brasileirão.

Assim, o Atlético, mais organizado e agora com sua marcação mais eficiente, quase ampliou com Douglas Coutinho. Aos 36, o centroavante rubro-negro bateu a queima roupa dentro da área e Caíque evitou o quarto gol do Furacão. Mesmo desorganizado, o Vitória foi com tudo para o ataque. O time baiano criou boas chances com André Lima e Tréllez, mas prevaleceu a boa postura defensiva da equipe atleticana, que garantiu a vitória e a recuperação no Brasileirão.