Em solo argentino, o Atlético encerra nesta terça-feira (14) sua preparação para o duelo contra o San Lorenzo, marcado para a noite desta quarta-feira (15), no estádio Nuevo Gasômetro, em Buenos Aires. A delegação rubro-negra chegou à capital argentina no início da tarde de segunda-feira (13), onde realizou seu primeiro treinamento da semana para buscar a primeira vitória na fase de grupos da Libertadores.

Depois de desembarcar em Buenos Aires, o Furacão, sob o comando do técnico Paulo Autuori, realizou um treinamento no hotel em que a delegação está concentrada. Os atletas que jogaram diante do Londrina, pelo Campeonato Paranaense, realizaram apenas um trabalho regenerativo. O restante da equipe trabalhou em campo reduzido.

O elenco do Atlético ainda vai realizar mais uma atividade antes da partida diante do San Lorenzo. O trabalho acontece na tarde desta terça-feira (14), no palco da partida. Autuori, inclusive, deverá esboçar a equipe que vai começar a partida válida pela segunda rodada.

O Furacão desembarcou em Buenos Aires com 20 jogadores. A baixa mais sentida do time atleticano para encarar o San Lorenzo será o meia Carlos Alberto. O armador rubro-negro levou uma pancada na partida da semana passada diante da Universidad Católica, na Arena da Baixada, e foi vetado pelo departamento médico.

A boa notícia fica por conta do retorno do atacante Grafite, que cumpriu suspensão na estreia da fase de grupos da competição internacional. Com isso, Felipe Gedoz deve ser mantido na equipe. O jogador, porém, deverá jogar mais recuado, na criação das jogadas. Com isso, Pablo voltará a jogar pelos lados do campo e Grafite atuará mais isolado na referência. A definição da equipe, porém, sairá somente momentos antes da partida.