Considerado uma das revelações das categorias de base do Atlético nos últimos anos, o meia Gustavo Marmentini, com 24 anos, pode ter seu sonho de continuar jogando futebol interrompido. O jogador, que atuou pelo Osasco Audax, no ano passado, e estava no futebol dos Emirados Árabes, teria constatado um problema no coração que o impediria de seguir jogando futebol.

A informação foi circulada em alguns grupos do Atlético nas redes sociais e confirmada pela imprensa de Cascavel, cidade natal do atleta. Ele está no Oeste do Estado com a sua família e, em contato com a reportagem da Tribuna do Paraná, preferiu não falar sobre o assunto.

Marmentini surgiu bem no Furacão quando o clube passou a atuar com seu time Sub-23, a partir de 2013. No início de 2015, renovou seu contrato com o clube até dezembro de 2018, mas nunca conseguiu se firmar. No entanto, ainda naquele ano, o jogador foi emprestado para Delhi Dynamos, da Índia, e para o Guaratinguetá, em parcerias feitas entre o time atleticano e os dois clubes.

Trajetória

Depois, ainda foi emprestado pelo Atlético para o Luverdense e para o Sampaio Corrêa. No entanto, em junho do ano passado, o jogador acabou rescindindo seu contrato com o Rubro-negro. Foi, então, para o Osasco Audax e também para o futebol dos Emirados Árabes.

Em contato com a reportagem da Tribuna do Paraná, o presidente do Atlético, Luiz Sallim Emed, afirmou que não estava sabendo desse problema cardíaco do jogador e que, no período em que estava no clube, nenhum risco o impediu de atuar. A imprensa de Cascavel afirmou ainda que o jogador iria disputar o campeonato amador da cidade, mas o problema cardíaco teria dificultado a negociação.

O jogador, então, segue sem falar com a imprensa e sobre a enfermidade que o impediu de seguir jogando futebol. Gustavo Marmentini estaria, inclusive, em uma cidade próxima a Cascavel para fugir do assédio dos jornalistas da cidade.