Um dos responsáveis por revelar a maioria da garotada utilizada atualmente na equipe principal, o técnico Marcelo Vilhena se desligou do Atlético. O treinador, que também foi coordenador das categorias de formação do clube, anunciou sua saída do Furacão após três anos.

Neste período, ele comandou o time sub-17, sub-18, sub-20 e sub-23, com quem disputou as cinco primeiras partidas do Campeonato Paranaense do ano passado. Em meio a tantos garotos, Vilhena trabalhou com praticamente toda a base que atualmente está à disposição do técnico Paulo Autuori, como Otávio, Hernani, Deivid e Marcos Guilherme, que são os que estão há mais tempo no profissional.

“E com um sorriso no rosto me despeço do Clube Atlético Paranaense. Só tenho a agradecer pelos mais de 3 anos de relacionamento. Nesse clube, vivi as mais diversas experiências. Por 5 rodadas comandei o sub-23 no Paranaense do ano passado. Cheguei ao futebol profissional. Me tornei auxiliar do clube e se não bastasse, atuei como coordenador das categorias de formação, uma das melhores do país. Fui fiel à instituição!”, escreveu Vilhena, em sua conta pessoal do Instagram.

O último trabalho do treinador no Rubro-Negro foi com o sub-17, onde conquistou o título da Subroto Cup, na Índia. “Parabéns à comissão e aos atletas da nossa equipe Sub-17. Parabéns à todos os nossos colaboradores que trabalham diariamente em prol do crescimento do nosso clube. Essa pequena conquista também é de vocês. Parabéns ao Clube Atlético Paranaense pela constante busca da excelência e por proporcionar a esses atletas experiências únicas”, completou.