Desconhecido no cenário do futebol brasileiro até então, o técnico Fabiano Soares deixou para trás a desconfiança e conseguiu dar um novo rumo para o Atlético na disputa do Campeonato Brasileiro. Pelo menos até agora, a impressão deixada pelo comandante atleticano neste primeiro período a frente do Furacão é boa, já que além de ter conseguido bons resultados, o Rubro-Negro conseguiu reencontrar seu melhor futebol e uma sequência de bons jogos na competição nacional.

O técnico Fabiano Soares pegou o Atlético na 13ª colocação, mais perto da zona de rebaixamento e colocou o Furacão na briga por uma vaga na Copa Libertadores. No Campeonato Brasileiro sob o seu comando, o time atleticano conseguiu quatro vitórias, dois empates e perdeu outras duas vezes, totalizando rendimento de 58%. O Santos, por exemplo, que está na terceira colocação do Brasileirão, tem atualmente aproveitamento de 57%.

Nesta sua passagem pelo Atlético, Fabiano Soares não conseguiu evitar duas eliminações de competições importantes fazendo, sob o seu comando, somente as partidas de volta. O Furacão, depois de perder, sob o comando do ex-técnico Eduardo Baptista, por 4×0 para o Grêmio, em Porto Alegre, acabou eliminado da Copa do Brasil ao perder na Arena da Baixada por 3×2. Na Libertadores, o time atleticano perdeu o duelo de ida por 3×2, na Vila Capanema e, sob o comando de Soares, na Vila Belmiro, fez um grande jogo, mas perdeu por 1×0 e não foi às quartas de final do torneio internacional.

Nos dez jogos em que comandou o Atlético, o técnico Fabiano Soares conviveu com alguns problemas de lesões e suspensões, e não conseguiu definir um onze titular do Furacão. Uma espinha dorsal foi criada pelo treinador, mas o comandante atleticano ainda busca encontrar um time ideal para a sequência da disputa do Brasileirão.

“Acho que o que demonstra no treino que possa jogar, vai jogar. Hoje (domingo) alguns jogaram, no próximo jogo vão entrar outros. Assim vamos encontrar o 11 ideal, mas acho que quem está ali no Atlético tem qualidade para jogar qualquer jogo. Hoje (domingo) jogaram esses daqui e, daqui 15 dias, podem jogar outros”, cravou o treinador atleticano após a derrota por 2×0 para o Flamengo, anteontem, fora de casa.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Diante do Flamengo, o Atlético teve problemas ofensivos visíveis. O Furacão não conseguir criar como nas últimas partidas. O técnico Fabiano Soares, então, tentou corrigir no decorrer do jogo com as entradas de Douglas Coutinho e Pablo nas vagas de Ribamar e Sidcley. O atacante Lucas Fernandes foi preterido dessa partida e o treinador reagiu de forma mais ríspida quando questionado sobre a não participação do centroavante contra o time carioca.

“Se eu fosse adivinho eu jogava no milhão. Acho que corresponderam (Pablo e Douglas Coutinho). Tiveram situações de gol, trabalharam. Não tinha certeza se entrasse o Lucas (Fernandes) iria fazer o gol. Se eu fosse adivinho ganharia no jogo do milhão e solucionaria os problemas”, pontuou o treinador.

Fabiano Soares terá agora duas semanas para recuperar alguns jogadores e preparar o Atlético para o duelo contra o Coritiba, dia 10 de setembro, na Arena da Baixada. Tempo para fazer o Furacão, sem vencer há duas rodadas, reencontrar o caminho das vitórias e tentar voltar ao G6 do Brasileirão. ‘Tempo para corrigir os problemas, recuperar os jogadores que não estou tendo para o jogo de rivalidade contra o Coritiba. Vamos tentar o melhor onze para poder colocar em campo e tentar ganhar esse jogo difícil‘, finalizou.