Depois de vencer dois jogos seguidos fora de casa contra Avaí e Palmeiras, o Atlético voltou a ser instável no Brasileiro e desperdiçou a chance de voltar ao G4, depois da derrota para o Flamengo. O ponto baixo na partida foi a defesa, que falhou demais e, pela primeira vez na competição, tomou mais de dois gols.

O técnico Milton Mendes lamentou as falhas defensivas e classificou como infeliz a atuação deste setor contra o Flamengo, principalmente depois do gol de empate marcado por Hernani, na primeira etapa. “Conseguimos equilibrar naquele momento a partida e a equipe cresceu no jogo. Em um momento infeliz da nossa defesa, levamos o segundo gol já perto do intervalo. Depois, levamos o terceiro, de falta”, lamentou.

O zagueiro Kadu, autor de um dos gols, atribui a derrota no Maracanã ao primeiro tempo muito ruim. “Tiramos como lição o primeiro tempo, que foi muito ruim. Tomamos três gols bobos. Temos que procurar acertar para que sábado não tenhamos erros e possamos conseguir o resultado positivo”, ponderou o defensor, já pensando no confronto contra o Santos, na Arena da Baixada.

Kadu ressaltou ainda que, em alguns momentos das partidas, está faltando mais concentração e isso está resultando nos gols que o time está levando com facilidade no Brasileirão. “Temos que entrar mais concentrados. Estamos dando, no meu modo de ver, os gols aos adversários”, constatou o zagueiro.

Duas mudanças certas

Milton Mendes terá pelo menos dois desfalques para encarar o Santos, amanhã, às 18h30, na Arena. O treinador não poderá contar com o lateral-esquerdo Sidcley, que tomou o terceiro amarelo e com o volante Hernani, expulso.

Para a vaga de Sidcley, Alan Ruschel, recém-contratado pelo Furacão e que teve a sua situação regularizada junto à CBF, será o substituto. Para a vaga de Hernani, Milton Mendes terá duas opções. Deivid, que não joga desde o início do Brasileiro, deve ser o escolhido. O meia Fernando Barrientos corre por fora.

Fato e lenda! Leia mais do Atlético na sempre polêmica coluna do Mafuz!

Além dessas duas alterações, Milton pode promover pelo menos mais uma mudança. Bruno Mota teve uma atuação discreta contra o Flamengo e pode perder a posição para Daniel Hernandéz.

Prorrogado

O Atlético prorrogou o contrato do meia Marcos Guilherme. O vínculo vai agora até março de 2019. Anteriormente, o contrato encerrava no dia 31 de março de 2018. Ele recebeu um aumento e o novo contrato já foi registrado no BID.

Escolas

O Atlético inaugura no dia 22 de agosto uma Escolinha Social de futebol na Vila das Torres. O objetivo do projeto é desenvolver a cidadania dos jovens envolvidos e também de seus familiares, proporcionando prosperidade, harmonia e integração aos moradores da comunidade. A escolinha será na praça Mário Vendramel.

A faixa etária trabalhada em mais este projeto social do Furacão vai dos 3 anos aos 13 anos.

Paraná Online no Facebook