Maior investimento da atual gestão do Atlético, o meia Felipe Gedoz virou alvo do futebol do exterior, mais precisamente do México e dos Emirados Árabes Unidos. O empresário do jogador, Marcelo Tejera, já confirmou as sondagens, mas garante que não é nada oficial.

“Tem um interesse, mas nada oficial ainda. Não tem oferta, não falaram se pra compra ou empréstimo”, afirmou ele, em entrevista ao Uol Esporte.

O interesse mais forte é o do León, do México. A informação foi divulgada na semana passada pelo jornalista René Tovar, da ESPN local.No entanto, mais um time de lá e outro de Dubai também teriam procurado o empresário do camisa 10 do Furacão, que não iria se opor a uma possível negociação. O contrato dele com o clube vai até 2020.

Gedoz chegou ao Rubro-Negro no início de 2017, comprado junto ao Club Brugge, da Bélgica, por 1,2 milhões de euros (R$ 4,7 milhões). A negociação foi a segunda mais cara da história atleticana, atrás apenas do atacante Santiago ‘Morro’ Garcia, que, em 2011, custou R$ 7 milhões.

Em campo, ele até correspondeu, sendo o artilheiro da equipe na temporada, com oito gols. Porém, jogou apenas 30 da 71 partidas do Atlético em 2017. Alguns problemas pessoais, além de estar acima do peso, fizeram ele ser pouco utilizado, principalmente com o técnico Fabiano Soares, com o qual não se firmou entre os titulares.