A vitória do San Lorenzo por 2×1 sobre a Univesidad Católica, no último dia 25, aliada ao próprio triunfo por 2×1 sobre o Flamengo, permitiu que o Atlético possa garantir a classificação antecipada para as oitavas de final da Libertadores se vencer os próprios argentinos nesta quarta-feira (3), às 21h, na Arena da Baixada. Por outro lado, pega um adversário empolgado.

Com os três pontos sobre os chilenos, o San Lorenzo chegou aos quatro pontos, apenas dois a menos que o Flamengo, segundo colocado, e voltou a sonhar com a classificação. Porém, precisa ganhar seus dois últimos confrontos para conquistar a vaga nas oitavas de final.

Por isso, segundo o repórter Diego Hernan, que cobre a equipe para o Diário Olé, o time comandado pelo técnico Diego Aguirre, vai para o confronto com o Furacão pensando em ganhar e deve se expor, ainda mais depois de duas vitórias consecutivas (além de bater a Universidad Católica, na sexta-feira (28) jogou com os reservas e venceu o Gymnasia por 1×0, fora de casa).

Diego Aguirre vem sendo cobrado pelos torcedores. Foto: Pedro Serápio
Diego Aguirre vem sendo cobrado pelos torcedores. Foto: Pedro Serápio

“O San Lorenzo vem com a intenção de ganhar, pois sabe que não pode deixar passar mais pontos se pretende se classificar às oitavas de final. Vem de duas vitórias seguidas, o que deu uma injeção de ânimos”, acredita o jornalista.

Além disso, um triunfo na Arena da Baixada melhoraria a situação do treinador do San Lorenzo. Aguirre vem sendo muito cobrado pelos torcedores e sua permanência depende do rendimento na Libertadores. Porém, internamente, o ambiente do ‘clube do Papa’ vem melhorando, depois do mal início na temporada, quando a equipe foi muito irregular, vencendo na Libertadores apenas na quarta rodada e no Argentino vem oscilando, com quatro vitórias e quatro derrotas em oito partidas.

“O clima está tranquilo, apesar de alguns percalços, como o mal começo do ano e a incerteza do que passará com Aguirre no final do semestre” completou Hernán.

Dentro de campo, Aguirre faz um pouco de mistério para essa decisão. Na última terça-feira (2), o treinador comandou um treinamento no CT do Caju e à noite fez com o elenco o reconhecimento do gramado da Arena, mas não revelou a escalação. A tendência é de que a formação que venceu a Católica seja repetida, com o time atuando no 4-5-1, apenas com Blandi na frente, e um meio-campo povoado.