É inegável que para o Atlético, a partida contra o Fluminense nesta quarta-feira (7), às 21h45, na Arena da Baixada é, até agora, o jogo mais importante do Furacão nesta temporada. Afinal, um bom resultado em casa deixa o time com mais tranquilidade pra brigada pela vaga pra final da Sul-Americana no Rio de Janeiro.

+ Leia mais: Depois de 17 anos, Furacão e Flu se enfrentam em uma semifinal

A preparação pro “jogo da vida” começou ainda em Porto Alegre, onde o Atlético foi derrotado pelo Internacional no domingo. De volta a Curitiba, a equipe faz o último treinamento focado no jogo na tarde desta terça-feira (6), no palco da primeira partida da semifinal da competição internacional.

Na última vez em que o Atlético enfrentou o Flu, pelo Brasileirão, venceu por 3×1, com direito a gol do zagueiro Léo Pereira. Pela Sul-Americana, o Furacão busca mais um resultado positivo, mas com um peso muito maior do que na competição nacional. E, de preferência, sem levar gols, já que o tento fora de casa é critério de desempate no torneio continental.

+ Também na Tribuna: Atlético focado no jogo do ano da Arena da Baixada

“Nós, da defesa, priorizamos não sofrer gols. Mas sempre que tivermos a oportunidade lá na frente, estaremos dispostos a ajudar. Tivemos uma postura de um time maduro fora de casa. Agora, jogando o primeiro confronto em casa, esperamos fazer uma boa partida e sair com um bom resultado”, afirmou Léo Pereira.

Titular nas semifinais contra o Bahia, o beque diz que o foco é total na partida. Afinal, chegar ao título vai fazer o time entrar pra história do Furacão, sem falar nas vantagens financeiras que uma eventual conquista possa trazer.

“Desde que cheguei ao Atlético, tenho almejado entrar para a história do Clube. Tenho essa oportunidade agora. Estou feliz e espero dar esse título para a torcida e para o Clube”, concluiu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!