Foi discreta a estreia do meia argentino Lucho Gonzalez com a camisa do Atlético na vitória por 3×0 sobre a Ponte Preta, na manhã de domingo (25), na Arena da Baixada. Ainda sentindo bastante a falta de ritmo de jogo, já que não entrava em campo para disputar uma partida oficial desde maio, o experiente armador rubro-negro, pelo menos neste primeiro contato, já ganhou a empatia do torcedor atleticano.

Quando foi substituído na metade do segundo tempo diante da Macaca, Lucho Gonzalez foi bastante aplaudido por todo o estádio. O argentino, acostumado a grandes clássicos do futebol mundial e com participações memoráveis pela seleção argentina, quando ganhar mais ritmo de jogo, passará a ser peça importante para o Furacão na luta pela por uma vaga na Libertadores do ano que vem.

O técnico Paulo Autuori que, mesmo diante das dificuldades físicas do jogador, decidiu colocá-lo como titular do Furacão contra a Ponte, elogiou bastante o meia argentino.

“Ele é um grande jogador, já falei isso várias vezes. Em duas situações de laterais nosso, de arremesso, não se precisou falar com ele. É um jogador com muita inteligência tática e competitivo. Ele estreou, e isso mostra a experiência dele e acima de tudo a coragem, sem ter treinado muito”, declarou o treinador.

Ainda segundo o comandante rubro-negro, Lucho Gonzalez vai contribuir também com a sua experiência nesta reta final do Brasileirão. “Ele vai ser muito importante para o nosso nível competitivo e capacidade de liderança para ajudar o Paulo André, o Thiago Heleno e o André Lima, que são os jogadores mais experientes do grupo”, concluiu.

Com mais uma semana para treinar e na busca pela sua melhor forma física, Lucho Gonzalez deve apresentar uma melhora na sua produtividade no jogo de sábado (1), contra o Santos, na Vila Belmiro. Será mais um jogo de seis pontos do Furacão na busca pelo G4, já que o Peixe tem 45 pontos, somente três a mais que o time rubro-negro na classificação.