O Atlético conquistou seu primeiro ponto no Campeonato Brasileiro. Com uma atuação melhor do que nas duas primeiras rodadas, o time atleticano empatou com o Flamengo em 1×1, na tarde deste domingo (28), na Arena da Baixada, tem agora um ponto na classificação, mas segue na penúltima colocação na classificação da competição nacional. Antes do clássico Atletiba do próximo sábado, no Couto Pereira, o Furacão decide a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil diante do Santa Cruz, nesta quarta-feira (31), às 19h30, no Joaquim Américo.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Rivais na Libertadores, Atlético e Flamengo voltaram a fazer um jogo equilibrado, agora pelo Brasileirão. O Furacão, sem pontuar no Campeonato Brasileiro e na estreia do técnico Eduardo Baptista, precisou tomar a iniciativa do jogo. Aos 10 minutos, Grafite fez a jogada, ajeitou para Pablo, mas a bola saiu por pouco.

O Flamengo, jogando até então fechado, controlou bem a pressão inicial do Atlético e aproveitou a única falha defensiva do Furacão para abrir o placar aos 24 minutos. Pará fez o cruzamento preciso para Mancuello, que apareceu entre os zagueiros rubro-negros e cabeceou fora do alcance do goleiro Weverton. O time atleticano respondeu um minuto depois, mas a cabeçada de Nikão parou na trave de Alex Muralha.

O Atlético seguiu jogando todo no ataque e criando seguidas chances de conseguir o empate. Aos 31, Grafite recebeu na cara do gol, mas Alex Muralha fez grande defesa. Na sequência, o experiente e cobrado atacante rubro-negro arriscou de fora da área e quase marcou. Grafite seguiu em busca do empate e de espantar a sua má fase pessoal. Aos 40, o centroavante recebeu passe de Jonathan, passou pela marcação, mas mandou na trave a última chance do primeiro tempo.

O Flamengo voltou melhor no segundo tempo. O time da Gávea, mesmo com a vantagem, passou a jogar mais com a bola e conseguiu encurralar o Atlético no seu campo. Aos 5 minutos, o time carioca criou a primeira chance com Matheus Sávio, mas Thiago Heleno evitou o gol. Logo depois, em cobrança de falta de Mancuello, Guerrero cabeceou no canto e Weverton fez grande defesa.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

O Atlético, que até então não havia assustado a meta de Alex Muralha, foi letal na sua primeira investida. Aos 10 minutos, Thiago Heleno, depois da cobrança de escanteio, cabeceou sem chances para o goleiro flamenguista e deixou tudo igual na Arena. Com um novo ânimo, o Furacão seguia tendo  dificuldades , já que o adversário tinha mais posse de bola e até o domínio do jogo.

Assim, o Flamengo, sempre perigoso nas bolas paradas, quase fez o segundo aos 20 minutos. Depois da cobrança de escanteio de Mancuello, Rafael Vaz cabeceou com perigo. O Atlético respondeu quatro minutos mais tarde. Grafite recebeu na área, girou e Muralha defendeu. Mais ofensivo depois das entradas do meia Guilherme e do atacante Ederson, o Furacão seguiu em busca da virada. Aos 30, Douglas Coutinho recebeu entre os zagueiros, mas parou novamente no goleiro flamenguista.

O Atlético, um pouco mais aberto na reta final do jogo, deu espaços para o Flamengo e o time carioca quase aproveitou. Aos 35 minutos, Vinicius Junior recebeu passe de Guerrero e, na área, bateu cruzado e Weverton defendeu. A resposta do Furacão veio dois minutos depois. Ederson arriscou da entrada da área e Alex Muralha defendeu mais uma. O rubro-negro carioca conseguiu manter a intensidade do jogo até o final. Aos 44, Guerrero aproveitou cruzamento de Lucas Paquetá e, dentro da área, errou o chute e desperdiçou a última chance do jogo.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
1º Turno – 3ª Rodada

Atlético 1×1 Flamengo

Atlético
Weverton; Jonathan, Paulo André , Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Rossetto, Lucho González (Guilherme), Nikão (Douglas Coutinho) e
Pablo; Grafite (Ederson).
Técnico: Eduardo Baptista

Flamengo
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão, Cuellar (Rodinei), Mancuello (Lucas Paquetá) e Matheus Sávio (Vinicius Júnior); Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Neuza Ines Back (Fifa-SC)
Gols: Mancuello, 24 do 1º; Thiago Heleno, 10 do 2º
Cartões amarelos: Pablo (CAP);
Público pagante: 19.923
Público total: 22.350
Renda: R$ 470.175,00