Atual presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Mario Celso Petraglia pode se aventurar na política do Brasil. O dirigente foi, de fato, sondado pelo futuro presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, para assumir o Ministério do Esporte a partir de 2019. A informação foi dada pela repórter Tabata Viapiana, da CBN.

+ Leia também: Furacão aposta em futuro diferente diante do Bahia, na Arena

Apoiador ferrenho de Bolsonaro, para quem fez campanha inclusive usando o Furacão, Petraglia não quer ser ministro, mas aceitaria um cargo como secretário. Até por isso, as duas partes seguem conversando e futuramente devem se reunir. Aliás, nesta semana, integrantes do PSL, partido de Bolsonaro, já se encontraram com o mandatário atleticano nesta semana para alinhar algumas situações.

Petraglia, aliás, tem como planos reformular a Lei Pelé e também atuar contra a Confederação Brasileira de Futebol). O dirigente sempre foi crítico ferrenho da entidade que comanda o futebol nacional.

+ Mais na Tribuna: Eleição de Bolsonaro é vitória de Petraglia nos bastidores

Na última segunda-feira (29), o jornalista Juca Kfouri havia informado que Petraglia havia sido procurado por Bolsonaro e seria o nome-forte do novo presidente para cuidar do futebol. Mas o presidente do Furacão não só negou que tenha recebido o convite, como disparou para cima de Juca.

“Lamentável a nota maldosa no blog do?Juca Kfouri sobre nossa participação na campanha do presidente eleito #JB17 visando cargos e intenções de desencontros! Nossa posição e demonstração de apoio pelo projeto vencedor foi com um único objetivo, termos o melhor para o nosso Brasil”, escreveu Petraglia, em sua conta no Facebook.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!