Mario Celso Petraglia não perde tempo. Mesmo afastado do Atlético, ele continua dando as cartas. Depois de participar da aprovação da lei que libera a cerveja nos estádios, na última terça-feira (26) ele fez uma visita à deputada estadual Maria Victória para tratar da implementação da biometria em todos os estádios do Paraná com capacidade acima de 10 mil pessoas.

A deputada é autora de um Projeto de Lei que dispõe sobre a identificação biométrica e monitoramento de torcedores e contou que o apoio de Petraglia será fundamental para a implementação do mesmo em todos os estádios do Estado.

“Defendemos medidas como essa para ampliar a efetividade do monitoramento e garantir a segurança dos torcedores”, disse Maria Victória, em uma postagem no Facebook. Além de Petraglia, esteve presente na reunião Mauro Holzmann, diretor de marketing atleticano.

O Furacão foi o primeiro clube no Brasil a implementar a novidade. Desde o clássico com o Coritiba, no dia 10 de setembro, só entram na Arena da Baixada os torcedores que tiverem sua biometria cadastrada, inclusive aqueles que ficam no setor do adversário.

Desde então, o o Atlético já identificou um torcedor do Coritiba que tentou quebrar uma das cadeiras do estádio e também o juiz Sérgio Moro, que tentou ir camuflado na vitória do Rubro-Negro por 3×1 sobre o Fluminense.

Além das movimentações nesta semana, há menos de 15 dias Petraglia também teve um encontro com Vilson Ribeiro de Andrade, na Fomento Paraná, para discutir a dívida da Arena da Copa do Mundo. Desde o dia 24 de julho o então presidente do Conselho Deliberativo havia se afastado das atividades no Atlético.

Confira a postagem completa da deputada Maria Victoria: