Um dia depois de o Tribunal de Contas (TC-PR) apontar falhas na relação dos contratos para a conclusão da Arena da Baixada, a Prefeitura de Curitiba confirmou que irá processar o Atlético por conta das desapropriações próximas ao estádio.

O município cobrará o valor de R$ 17,3 milhões na Justiça. Em nota oficial, a Prefeitura ressaltou que conduziu as negociações com o Atlético, visando a chegada da Copa do Mundo de 2014, com ‘total transparência’.

“A Prefeitura de Curitiba reafirma que conduziu todo o processo relacionado à Copa do Mundo 2014 com total transparência, fornecendo todas as informações necessárias aos órgãos de controle”, diz parte da nota.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A Prefeitura de Curitiba reafirma que conduziu todo o processo relacionado à Copa do Mundo 2014 com total transparência, fornecendo todas as informações necessárias aos órgãos de controle. A atual gestão fez todos os esforços para honrar os compromissos assumidos pela administração anterior, de forma a garantir que a participação de Curitiba no evento fosse bem-sucedida.

Em relação ao montante aplicado pelo Município em desapropriações no entorno da Arena, a Prefeitura informa que ingressará nos próximos dias com ação cobrando do Clube Atlético Paranaense o ressarcimento do valor.