Pressão. Com essa palavra na bagagem o Atlético viajou para o Rio de Janeiro, onde enfrenta o Botafogo, neste sábado (11), às 17h, tentando o sprint final no Campeonato Brasileiro. Vindo de três jogos sem vencer, com apenas um ponto somado, o Furacão não só se afastou do G7 – que agora está oito pontos à frente -, como também se aproximou da zona de rebaixamento.

Com 42 pontos, o Rubro-Negro está seis à frente do Sport, que abre a zona da degola. Internamente, o técnico Fabiano Soares admitiu que a parte debaixo da tabela também passa a ser uma preocupação nestas últimas cinco rodadas.

“Enquanto não tiver os pontos necessários, preocupa para baixo e para cima. Quando não se consegue os resultados, logicamente que preocupa, mas estamos focados em fazer o nosso melhor e pensando em ganhar os cinco jogos para terminar o mais alto possível na classificação”, ressaltou o treinador.

E é justamente nos resultados que o Atlético está focando. Para alcançar o G7, pelo retrospecto do campeonato, a possibilidade só existe se o time tiver 100% de aproveitamento daqui para frente, algo bem diferente do que vem acontecendo. Até por isso, o foco a partir deste compromisso com o clube carioca é voltar a marcar gols, o que não acontece desde o final de outubro, exatamente na última vitória atleticana, no 2×1 sobre o Sport. Desde então, a cobranç só aumentou.

“Quando você está em uma grande equipe, a cobrança é total e o treinador depende de resultados. A equipe vem jogando bem, vive uma crise de resultado, não de jogo, e temos que unir o bom jogo com gols para conseguir vitórias que nos deem mais tranquilidade”, avaliou Fabiano Soares.

Para este duelo, mais uma vez o time passará por mudanças. Desgastados, os meias Nikão e Felipe Gedoz, principais articuladores do Furacão, sequer viajaram. Mas a atenção não tem que ser apenas lá na frente.

“O futebol está muito igualado e as bolas paradas são muito importante hoje em dia. O Botafogo é muito forte nessas bolas paradas, vem aproveitando bem e será um jogo difícil, onde tentaremos fazer o nosso melhor para superá-los”, concluiu o treinador.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
2º Turno – 34ª Rodada

BOTAFOGO x ATLÉTICO

Botafogo
Gatito Fernadez; Arnaldo, Carli, Emerson (Marcelo) e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Marcos Vinícius; Rodrigo Pimpão e Brenner.
Técnico: Jair Ventura

Atlético
Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho González, Guilherme, Pablo e Lucas Fernandes (Sidcley); Ribamar (Douglas Coutinho).
Técnico: Fabiano Soares

Local: Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)
Horário: 17h
Árbitro: Anderson Darondo (FIFA-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)