No Atlético, o meia Raphael Veiga reencontrou seu melhor futebol e vive uma grande fase. Peça importante no esquema do técnico Tiago Nunes, o armador também vive uma fase de artilheiro e marcou os dois gols na vitória do Furacão sobre o Caracas por 2×0, ontem à noite, na Venezuela, no duelo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. E anima não só o torcedor, mas também o Palmeiras, dono de seus direitos econômicos.

+ Leia mais: Atlético bate Caracas e abre vantagem

O jogador admitiu o bom momento que vive com a camisa atleticana, mas espera melhorar cada vez mais na sequência da temporada. “Realmente a fase é muito boa, mas por trás de mim tem todo um staff que tem me ajudado, analistas, pessoal que participa da recuperação, a preparação física. Então, procuro sempre melhorar. Lógico que fico contente com esses dois gols, a gente fez um bom jogo e espero continuar crescendo na competição”, afirmou Veiga.

+ Também na Tribuna: Briga entre Prefeitura e Atlético já dura quatro anos

Preterido em alguns momentos com o ex-técnico Fernando Diniz, ele encontrou sua melhor forma no Atlético sob o comando de Tiago Nunes. Mais próximo da área, o armador tem se notabilizado pelos gols marcados e enalteceu a importância dos outros jogadores de frente para esse bom momento que vive no Furacão. Já são 32 jogos com seis gols e cinco assistências.

“Tanto o Marcelo (Cirino) quanto o Nikão têm ajudado muito. São características diferentes. O Nikão segura mais a bola e o Cirino é mais de velocidade. Acredito que é uma dor de cabeça boa para ele (Tiago Nunes), que todo treinador gosta de ter. Vamos ver o que ele vai fazer para o próximo jogo”, emendou o camisa 7.

+ Confira mais: Ex-jogadores de Atlético e Coritiba se destacam na Liga dos Campeões

Por fim, Veiga enalteceu a importância da vitória construída no jogo de ida, em Caracas e que coloca o Atlético com um pé nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Apesar da fragilidade do adversário, o armador atleticano afirmou que o respeito que o Furacão teve em campo propiciou a conquista da vitória por 2×0.

“Antes do jogo conversamos bastante sobre a importância desse jogo. É um jogo de 180 minutos. Então, como time, a gente tinha que ter um nível de comprometimento muito grande para levar uma boa vantagem. A gente respeitou muito eles e, por meio desse respeito, a gente fez um bom jogo e levamos essa vantagem. Mas acredito que vamos manter o mesmo grau de comprometimento e vamos saber usar essa vantagem da melhor maneira possível”, concluiu Veiga.

De olho

Em entrevistas ao canal Fox Sports e à jornalista Nadja Mauad, o executivo de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, confirmou que Raphael Veiga voltará ao clube paulista no final do empréstimo, em dezembro. O plano palmeirense é que o meio-campista se torne uma das principais opções para Luiz Felipe Scolari na temporada 2019.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!