Em um ano onde o Atlético prometia investir mais no futebol, e de fato fez contratações expressivas, como o lateral-direito Jonathan, o meia Carlos Alberto e o atacante Grafite, um dos destaques da equipe na temporada veio das categorias de base. Aos 18 anos, o meia Matheus Anjos não se firmou no time titular, mas virou uma importante peça no elenco.

Desde o início de 2017, o atleta foi integrado ao elenco principal pelo então técnico Paulo Autuori. No Campeonato Paranaense, disputado basicamente pela garotada, o camisa 55 foi o grande nome, sendo o artilheiro do Furacão, com quatro gols marcados, sendo um deles marcado logo na primeira rodada, contra o Rio Branco.

“Eu sabia que tinha condições de estar no elenco profissional. Então, procurei fazer um bom ano no sub-19. Joguei a Copa São Paulo e no retorno fui integrado ao elenco. Não esperava começar o primeiro jogo oficial do ano como titular e com gol. Isso me deu confiança para seguir com o trabalho na equipe profissional”, afirmou ele, em entrevista ao site oficial do Rubro-Negro.

No total, Matheus Anjos atuou em 19 partidas em 2017, que serviu para que o meia adquirisse experiência para que em 2018 seja ainda mais utilizado. “Foi um ano de adaptação, porque os jogos no profissional são diferentes da formação. Mas foi bom para mim e para a minha carreira poder estrear aos 18 anos. Mesmo nos momentos difíceis, procurei ver tudo pelo lado positivo e não deixar que a pressão de estar no time principal trouxesse algo de ruim para mim”, acrescentou.

“Estarei mais confiante, com uma melhor adaptação. Tenho muito a evoluir. O torcedor pode esperar de mim bastante entrega, gols e assistências, pensando sempre em conquistar títulos para fazer história no Atlético Paranaense”, concluiu o jogador.