Foram dois meses de espera. Tempo complicado para o atacante Rony, que ficou apenas treinando, esperando a liberação da Fifa para, enfim, poder atuar pelo Atlético. E depois de tanto tempo, logo em seu primeiro jogo com a camisa do Furacão, o centroavante entrou no segundo tempo, deu boa mobilidade ao time e ainda marcou o segundo gol da vitória por 2×0 sobre o Bahia, no domingo (2), que colocou o clube na 9ª posição na classificação do Campeonato Brasileiro.

Até um pouco emocionado depois do jogo, o jogador lembrou do momento difícil que passou nesse período, especialmente pela incerteza se realmente seria liberado para jogar. Isto porque, Rony, quando pertencia ao Cruzeiro, foi acusado de abandono de contrato pelo Albirex Niigata, do Japão, e o caso foi julgado nesta semana pela Fifa, que acabou dando ganho de causa ao jogador.

“Representa muita coisa. Primeiramente agradeço a Deus, por ter me dado forças, porque não foi fácil ficar praticamente quase oito meses sem jogar. Agradeço ao Atlético, que quando cheguei me recebeu super bem. Fiquei dois meses para conseguir jogar, para estar 100%. Agradeço desde a diretoria à comissão técnica, que quando cheguei aqui me receberam bem. Dedico também esse gol à toda minha família, à minha esposa, que estiveram comigo em todos os momentos da minha vida”, apontou Rony.

Depois que entrou no segundo tempo, o atacante conseguiu dar mais volume de jogo ao Rubro-Negro no momento em que o Bahia conseguiu encaixar a marcação e estava dificultando as ações ofensivas do Furacão. O jogador garantiu que esses dois meses de treinamentos serviram para conseguir mais entrosamento com o restante do time e ressaltou o crescimento do Atlético no Brasileirão.

“Já conheço (o grupo), já estou entrosado. Então, acredito que os torcedores podem esperar muito da gente. O Atlético está em uma crescente muito boa. A gente espera que, daqui para frente, a gente siga subindo na tabela, que é mais importante e principalmente para dar alegria aos torcedores, que são maravilhosos”, finalizou Rony.

Confira a classificação completa do Brasileirão

A partir de agora, o técnico Tiago Nunes ganha mais uma opção para o setor ofensivo do Atlético visando a continuidade do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana. Rony, com a boa atuação, já passa a disputar posição na frente. Diante do Bahia, o jogador substituiu Marcinho, que não conseguiu repetir as boas atuações recentes.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!