O Atlético terá um importante desfalque para a partida contra o Vitória, neste domingo (6), às 17h, no Barradão. Titular absoluto e um dos destaques da equipe, o zagueiro Thiago Heleno recebeu o terceiro cartão amarelo e ficará em Curitiba. Uma situação não tão comum neste Brasileirão.

Das 33 partidas que o Furacão fez no torneio, o atleta esteve presente em 29 delas, sendo o que mais jogou pelo clube no campeonato. O camisa 44, curiosamente só foi desfalque em compromissos fora da Arena da Baixada. Sem o ‘xerife’, o Rubro-Negro somou apenas uma vitória (3×0 no Cruzeiro) e três derrotas (3×2 para a Ponte Preta, 2×0 para o Sport e 1×0 para o Figueirense).

Ou seja, dos 28 gols que o Atlético sofreu em todo o Campeonato Brasileiro, seis foram sem Thiago Heleno em campo, o que gera uma média de 1,5 gols por jogo. Por outro lado, com o zagueiro, foram apenas 22 gols tomados em 28 duelos, média de 0,78 gols sofridos por partida, o que fica bem próximo da média geral do Furacão, com 0,84 gols por jogo.

Desde que chegou ao Atlético, o técnico Paulo Autuori adotou o rodízio no time titular, para evitar lesões dos jogadores. Thiago Heleno foi um dos que passou quase ileso nessa rotatividade. A única vez que ele foi poupado foi contra o Sport, em Recife, em meio às disputas da Copa do Brasil. Contra a Macaca e a Raposa ficou de fora por conta de lesão muscular, enquanto estava suspenso contra o Figueira.