O Atlético saiu momentaneamente da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Atuando mais uma vez fora de casa, o Furacão foi letal nas poucas chances que teve, venceu o Atlético-GO por 1×0, na tarde deste sábado (17), no Estádio Olímpico, em Goiânia, chegou aos 8 pontos e assumiu a 15ª posição na classificação. O time rubro-negro, depois de duas vitórias seguidas fora de casa, volta a atuar na Arena da Baixada nesta quarta-feira (21), diante do São Paulo.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Com uma marcação eficiente e com espaços para jogar, o Atlético começou melhor a partida e foi logo marcando. Aos 3 minutos, depois do chute de Douglas Coutinho e do rebote do goleiro Felipe, Sidcley, herói da vitória sobre o Galo, no meio de semana, aproveitou e abriu o placar. O Furacão seguiu dominando a partida e criou outras duas boas chances. Aos 10, Nikão arriscou de fora da área e mandou com perigo. Depois, Grafite passou como quis por Eduardo e, dentro da área, mandou por cima do gol.

O Atlético-GO, também pressionado e com o risco de voltar à zona de rebaixamento, começou a jogar a partir dos 14 minutos. Muito também pelo recuo excessivo do Rubro-Negro. Na primeira chance dos donos da casa, Igor recebeu cruzamento na pequena área, cabeceou e Weverton defendeu. Dois minutos depois, Jonathan errou na saída de bola, Andrigo aproveitou, chutou colocado e acertou o travessão.

Jogando todo no campo de ataque, o Dragão teve sua melhor chance de empatar aos 20. Thiago Heleno errou e Nícolas cometeu penalidade em Igor. Mas, na cobrança, Everaldo bateu mal e mandou para fora. Mesmo assim, o time goiano seguiu pressionando e quase marcou aos 27. Depois do cruzamento da direita de Igor, Andrigo girou sobre Wanderson, mas Weverton salvou.

Enquanto o Atlético-GO era todo ataque, o Furacão tentava aproveitar os espaços deixados pelos donos da casa, mas não tinha a competência necessária para ampliar o placar. O Dragão, então, seguiu pressionando. Nos minutos finais do primeiro tempo, deu tempo para Bruno Lopes e Roger Carvalho, em dois cruzamentos na área, desperdiçarem boas chances de empatar ainda antes do intervalo.

O Atlético-GO voltou para o segundo tempo com a mesma postura ofensiva. Aos cinco, Igor arriscou de fora da área e Weverton fez boa defesa. O Atlético, apesar de ter voltado com Rossetto e Pablo, seguiu sendo pressionado, mas sem criatividade para explorar os espaços deixados pelos donos da casa. O Dragão, então, quase empatou aos 9 minutos. Andrigo arriscou de fora da área e a bola acertou a rede por fora.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

O Atlético conseguiu equilibrar um pouco a partida quando o meia Igor saiu machucado. O Furacão, porém, seguiu jogando muito recuado. Com Walter, ex-Atlético, em campo, o time goiano ficou mais ofensivo, mas parava na retranca imposta pela equipe de Eduardo Baptista.

Mesmo assim, o Dragão seguiu criando as melhores chances. Aos 27, Walter cruzou, Diego Rosa cabeceou e Weverton defendeu. O Furacão conseguiu explorar seu primeiro contra-ataque aos 34 minutos. Nikão cruzou na medida para Rossetto que, livre na área, chutou de primeira e Felipe defendeu.

A resposta do Atlético-GO veio acompanhada quase com a lei do ex. De fora da área, Walter bateu colocado e Weverton fez grande defesa. Os donos da casa, mesmo com toda a sua fragilidade, quase chegou ao empate. Aos 44, Jorginho lançou para Diego Rosa, que recebeu na área, mas chutou para fora a última chance de igualdade dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE A
1º Turno – 8ª Rodada

Atlético-GO 0x1 Atlético

Atlético-GO
Felipe; André Castro, Eduardo, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor (Diego Rosa), Breno Lopes (Walter), Jorginho e Andrigo (Luis Fernando); Everaldo.
Técnico: Doriva

Atlético
Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Nicolas (Rossetto); Deivid (Bruno Guimarães), Otávio, Sidcley, Nikão e Douglas Coutinho; Grafite (Pablo).
Técnico: Eduardo Baptista

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico (Goiânia-GO)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Gols: Sidcley, 3 do 1º
Cartões amarelos: Grafite, Deivid, Thiago Heleno, Nikão, Bruno Guimarães (CAP); Diego Rosa, Marcão (AGO)
Público pagante: 3294
Público total: 4420
Renda: R$ 68.295,00