Heroi improvável do Atlético no empate em 1×1 diante do Fluminense, terça-feira (15) à tarde, no Maracanã, o goleiro Santos garantiu um ponto e o fim da sequência de nove derrotas fora de casa do Furacão depois de defender, nos acréscimos, uma penalidade cobrada por Gustavo Scarpa. O arqueiro, que teve a missão de substituir mais uma vez o goleiro Weverton, que está com a seleção brasileira nos compromissos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo e curiosamente tem como especialidade pegar pênaltis, comemorou a grande atuação diante do tricolor carioca.

“Foi importante (a defesa na penalidade). Uma das mais importantes da minha carreira. Agora é dar sequência no trabalho e, se Deus quiser, vamos conquistar essa vaga na Libertadores do ano que vem”, declarou ele.

O volante Hernani, que foi ao lado de Santos um dos destaques do Rubro-Negro diante do Fluminense, comemorou o empate e a boa performance do goleiro. “A gente fica feliz pelo Santos. É o reconhecimento do trabalho. Ele trabalha forte a semana toda, o Weverton vem jogando e ele mostrou sua capacidade e hoje (terça) foi muito feliz”, frisou o atleta.

Apesar de ter acabado com a sequência de nove derrotas seguidas como visitante no Campeonato Brasileiro, Hernani acredita que o Atlético poderia ter tido uma melhor sorte na partida. Segundo o camisa 23, o Furacão criou as melhores chances, mas acabou falhando na pontaria e por isso deixou de somar mais dois pontos no Maracanã.

!A gente fica feliz pela partida que fez, mas fica triste pelo resultado, onde tivemos as melhores chances, mas não conseguimos concluir em gol. A gente tinha que ter sido mais cirúrgico. Conseguimos contra o Vitória voltar a marcar gols fora de casa depois de oito jogos, hoje empatamos e assim vamos evoluindo”, arrematou.