O ano do Atlético foi encerrado com chave de ouro, com direito à conquista do primeiro título internacional da história, diante do Junior Barranquilla, ontem à noite, e da tão sonhada vaga na fase de grupos da Libertadores. De quebra, o Furacão se garantiu na disputa da Recopa Sul-Americana e da Copa Suruga Bank.

+ Leia também: Tiago Nunes fecha temporada histórica no Furacão

Além das vantagens financeiras agregadas a estas disputas, a conquista é um passo importante no sonho de internacionalização do Rubro-Negro, já que o clube passará a ter mais projeção fora do país com estas competições.

Se por um lado o Furacão inicia 2019 com o pé direito, por outro já sabe que será necessário muito gás pra encarar a maratona de jogos que vem pela frente. Mais uma vez, o clube deve se valer da estratégia de manter uma equipe de aspirantes para jogos menos ambiciosos, como os do Campeonato Paranaense, e ir com força máxima nas disputas de maior destaque, como Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão.

+ Mais na Tribuna: Atlético conquista a América

No próximo ano, o Atlético tem pela frente o Campeonato Paranaense, a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro e a Libertadores, além da disputa de tiro curto da Recopa e da Copa Suruga Bank. No total, pode chegar a 80 jogos ao longo da temporada.

Destas competições, a que começa primeiro é o Estadual, com estreia agendada para 19 de janeiro, um sábado, quando encara o Cascavel CR, na Arena da Baixada. A final do Paranaense será no dia 14 de abril.
Antes da decisão, porém, o Atlético tem pela frente a Recopa Sul-Americana, nos dias 20 de fevereiro e 6 de março, com datas ainda a confirmar, contra o campeão da Copa Libertadores de 2018, o River Plate, nos jogos de ida e volta.

BAIXE O PÔSTER DO FURACÃO CAMPEÃO!

Com o título da Sul-Americana, o Furacão ganhou o direito de entrar na fase de grupos da Libertadores de 2019, cuja disputa começa no dia 5 de março. Os sorteios relativos à competição serão realizados no dia 17 deste mês, quando o Rubro-Negro conhecerá seu primeiro adversário na disputa, que tem seu término agendado para 23 de novembro no Estádio Nacional, em Santiago, no Chile.

Já o Campeonato Brasileiro tem início no dia 28 de abril e término em 8 de dezembro. Em 2019, o Furacão será o único time paranaense na elite do futebol nacional e terá a responsabilidade de buscar uma evolução em relação a 2018, especialmente no que diz respeito aos jogos disputados fora da Arena, uma vez que o time venceu apenas duas partidas na casa do adversário, já na reta final da competição.

Em maio, o Atlético estreia na Copa do Brasil, que para o Furacão deve começar a partir do dia 15, uma vez que o clube entra na competição já nas oitavas de final. Para 2019, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) agendou o término da disputa para 11 de setembro, a fim de evitar um final de ano com calendário apertado.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Por fim, o Furacão também tem mais uma disputa agendada para 2019, em jogo único. É a Copa Suruga Bank, que está marcada para o dia 8 de agosto, no Estádio Shonan BMW Hiratsuka. O adversário do Rubro-Negro será o campeão da Liga Japonesa, Shonan Bellmare.

Mesmo com tanta agitação, o Furacão inicia o ano na expectativa de um 2019 ainda mais produtivo, com aumento significativo na receita e com chances claras de cumprir o desejo de se projetar com maior intensidade no cenário internacional. Tudo graças ao título internacional, que colocou o ‘El Paranaense’ em destaque e aumentou a importância do clube no cenário.

Se antes o Atlético era conhecido pela sua estrutura e por saber fazer negócios nos bastidores, agora mostrou no campo que está cada vez mais perto de se tornar uma potência nacional e batendo de frente com os ‘times do eixo’. Que comecem os jogos!

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!