Seja pelo Campeonato Paranaense ou pela Libertadores, o Atlético tem duas decisões pela frente nos próximos dias. O primeiro desafio é ir à final do Estadual no duelo de volta da semifinal diante do Londrina, neste domingo (23), às 16h, no estádio do Café. Jogador do atual elenco que mais vestiu a camisa do Furacão, o volante Deivid espera, na sua cidade natal, levar o Rubro-Negro a mais uma decisão.

O camisa 5 do Atlético, que está no clube desde 2005, terá uma torcida especial nas arquibancadas do estádio do Café e confia no bom momento do time para conseguir a vaga na final do Paranaense.

“É a minha cidade natal. É sempre bom jogar lá, com a família. Mostramos contra o Flamengo que temos qualidade para jogar fora de casa. Queremos fazer um bom jogo e sair com a classificação”, apontou ele, em entrevista ao site oficial do clube.

Para conseguir a classificação, Deivid espera que, a partir de agora, o time rubro-negro consiga mais efetividade no ataque. Mais do que isso, o jogador quer erro zero na defesa diante do Tubarão e, assim, voltar para Curitiba com a vaga na decisão do Estadual na bagagem.

“Temos que ser mais efetivos, porque estamos criando as oportunidades. Os adversários também estão aproveitando as chances. Então, temos que ter atenção máxima para diminuir os gols sofridos”, emendou o atleta, que comemora a sequência no time titular depois de ficar um bom tempo afastado do gramado por conta de uma lesão na região lombar.

“Sempre fui profissional. Com o pouco tempo de treino que tive, eu me esforcei bastante para estar à disposição. Espero melhorar a cada jogo para poder ajudar o clube, como tenho feito durante todos estes anos”, arrematou.

Depois do duelo contra o Londrina, o Atlético terá pouco tempo de preparação para o duelo pela Libertadores diante do Flamengo, na quarta-feira (26), às 21h45, na Arena da Baixada. O Furacão caiu para a terceira colocação do grupo 4 da competição internacional e precisa vencer para seguir com boas chances de avançar às oitavas de final.