A duas semanas da estreia na Libertadores da América diante do Millonarios, da Colômbia, na Arena da Baixada, o Atlético aposta na experiência defensiva para conseguir chegar à fase de grupos da competição internacional. Apesar de precisar passar por dois adversários para conquistar este objetivo, o time prega pés no chão e foca jogo a jogo para ser um dos integrantes do grupo 4 do principal torneio de clubes das Américas.

“Não precisa colocar limite algum. Sem dúvida, estamos preparados para entrar na fase de grupos. Vamos passo a passo para não criar uma expectativa gigantesca, mas não para limitar”, disse o zagueiro Paulo André, que renovou seu contrato com o Atlético e vai defender o Furacão novamente na temporada de 2017.

O zagueiro Thiago Heleno, que já foi finalista da Libertadores da América quando atuava pelo Cruzeiro, prevê dificuldades nestes primeiros desafios. Principal nome da defesa atleticana, ele acredita que o time pode chegar ainda mais fortalecido caso passe pela pré-Libertadores.

“Libertadores é especial. Em uma delas cheguei à final. Para o clube é importante. É uma fase complicada, mas se conseguirmos passar, vamos chegar fortes à fase de grupos. Se todo mundo se entregar, dá para conseguir um resultado importante para todos nós”, cravou o “general”, como é chamado pelo torcedor atleticano.

Paulo André e Thiago Heleno deverão formar mais uma vez a dupla de zaga titular rubro-negro neste início de temporada. A expectativa dos dois é que o Furacão possa repetir o sucesso defensivo mostrado ao Brasil na disputa do Brasileirão do ano passado.

“Dentro de campo, a gente tem se dado muito bem, a gente conversa bastante. Eu assopro e ele amassa. Que continue dando resultado. Sem dúvida, foi o melhor ano do Thiago (Heleno). Espero que ele repita isso. Com certeza, coisas boas virão”, concluiu Paulo André.