O técnico Roberto Fernandes não desejava que a pressão por uma vitória fora de casa perturbasse os jogadores do Londrina. Agora, porém, o assunto torna-se obrigatório. A matemática para a classificação as semifinais da Série B do Brasileiro começou após o empate (0x0) com o Ceará, domingo, no estádio do Café. “Precisamos de 12 pontos”, avisou o técnico. Como o time só poderá ganhar mais nove em Londrina, deduz-se que três pontos terão que ser arrancados em outro local.

O Londrina ocupa a 11.ª colocação da Série B, com 25 pontos e um jogo a menos que os demais. O panorama, como se vê, não é tão negativo. O atual oitavo colocado (vão oito às semifinais) tem 25. É a Portuguesa. Mesmo assim, todos no Tubarão crêem ser necessário, além do serviço em casa (Remo, Avaí e Santa Cruz) ganhar numa destas três cidades: Jundiaí (contra o Paulista), Brasília (Gama) e Marília (Marília).

Depois das contas, ainda no vestiário, Fernandes procurou motivar jogadores e torcida “Temos que acreditar na classificação. Ainda só dependemos de nós. Algumas equipes iniciaram bem o campeonato e agora dependem dos outros”, afirmou, numa alusão ao Náutico, atualmente em 12.º lugar.

Sábado, às 16h, o Londrina enfrenta o Paulista, em Jundiaí. A semana de treinos e de especulações sobre entradas e saídas de titulares começa hoje na Estância Ferraz. O lateral-direito Jamur e o volante Dário são desfalques certos. Eles receberam o terceiro cartão amarelo contra o Ceará.

Segundona tem duas partidas hoje à noite

A 19.ª rodada da série B do campeonato brasileiro começa hoje, às 20h30, com dois jogos envolvendo times de Pernambuco e do Distrito Federal.

Em Taguatinga, cidade satélite de Brasília, o Brasiliense, em sexto lugar, com 2 7 pontos, recebe o Náutico, que tenta se reaproximar dos líderes. Atualmente em 12.º, com 23 pontos ganhos, o time do técnico Edson Gaúcho quer se reabilitar após um empate e uma derrota na competição.

No estádio do Arruda, em Recife, Santa Cruz e Gama entram em campo com pensamentos distintos. Com 22 pontos e na 16.ª posição, o time pernambucano ainda acredita na classificação à próxima fase. O Gama, por sua vez, está em penúltimo, com 15 pontos, e luta contra o segundo rebaixamento consecutivo.