O “Messi dos meio-campistas” na análise do técnico Jorge Sampaoli, Arturo Vidal segue preocupando a seleção chilena. Nesta terça-feira, ele participou pela primeira vez de um treinamento com bola desde que o Chile chegou a Belo Horizonte, quinta, mas depois, de tarde, não subiu ao gramado da Toca da Raposa.

O jogador da Juventus ainda se recupera de uma inflamação no joelho direito, fruto de uma artroscopia realizada no local há um mês. A recuperação de Vidal após a cirurgia foi surpreendente e ele atuou no segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre a Irlanda do Norte, em amistoso na última quarta-feira. No último sábado, sentindo fortes dores, o chileno foi submetido a uma ressonância magnética em Belo Horizonte e a inflamação foi constatada.

Nesta manhã, ele foi ao campo da Toca da Raposa e participou do treino com bola, no time reserva, claramente sem se doar ao máximo. À tarde, porém, ele não subiu ao campo durante os 15 minutos em que o treino foi aberto para a imprensa, segundo relata o La Tercera, jornal chileno. A entrevista coletiva que estava marcada com o volante, na quarta, foi cancelada.

Ainda sem saber se contará com Vidal, o Chile estreia sexta-feira diante da Austrália, na Arena Pantanal. Depois, pelo Grupo B do Mundial, terá pela frente a Espanha, dia 18, no Maracanã, e Holanda, dia 23, no Itaquerão.