Rio – O técnico do São Paulo, Paulo Autuori, desmentiu ontem o presidente do clube, Marcelo Portugal Gouvêa, ao afirmar que se quiser não permanecerá à frente da equipe em 2006. Durante a festa de comemoração do título mundial, o dirigente assegurou que o treinador ficaria por ter um ano de contrato a cumprir.

Autuori reconheceu o compromisso com o São Paulo e até manifestou o desejo de seguí-lo, mas admitiu que se receber uma proposta vantajosa deixará o time do Morumbi. Inclusive, admitiu estar ?balançado? pelo assédio sofrido de algumas equipes.

?Não nego que existem propostas para que eu saia. Propostas interessantes. Vamos pensar.?