Mesmo fora de casa, o Avaí voltou a mostrar força nesta terça-feira, ao golear o Bragantino por 4 a 1, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Com a boa vitória, o time catarinense se manteve na cola do líder Joinville, apenas um ponto atrás do rival que tinha vencido na noite anterior, na abertura da 21ª rodada da Série B.

Vice-líder do campeonato, o Avaí praticamente liquidou o jogo em 20 minutos, quando marcou três gols em sequência. Para o Bragantino, ficou a frustração de ter perdido em casa, o que o manteve na zona de rebaixamento, ainda com 20 pontos.

O time paulista até que começou bem, pressionando o adversário, com três atacantes. Chegou a criar boas chances com Luisinho e Cesinha, mas foi totalmente dominado depois dos 20 minutos do primeiro tempo, quando o Avaí fez três gols em sequência.

No primeiro deles, Marquinhos cruzou e Anderson Lopes aproveitou a indefinição da defesa para bater por baixo do goleiro Renan, fazendo 1 a 0 aos 23 minutos. No segundo, aos 26, Marquinhos cruzou novamente da direita e Diego Felipe cabeceou forte no canto direito. E aos 43, foi a vez de Marrone aproveitar troca de passes no ataque para abrir 3 a 0.

O Bragantino voltou para a segunda etapa com uma alteração. O técnico PC Gusmão deixou o time mais ofensivo com Lincom entrando em lugar de Luisinho. Do outro lado, o Avaí ficou jogando basicamente no contra-ataque.

Jogando melhor, o Bragantino acabou diminuindo aos 27 minutos, quando Guilherme Mattis bateu falta da intermediária com força e mandou no ângulo superior esquerdo de Vágner. Depois disso, porém, o Avaí ainda conseguiu fazer 4 a 1, já aos 47, com Diego Felipe.

O Bragantino volta a campo no sábado, quando enfrenta a Portuguesa no Canindé. Também pela 22ª rodada da Série B, o Avaí recebe o Vila Nova no mesmo dia.

FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO 1 X 4 AVAÍ

BRAGANTINO – Renan; Samuel Santos, Leonardo, Guilherme Mattiz e Bruno Recife; Geandro, Marcos Paulo (Romário), Sandro e Luisinho (Lincom); Cesinha e Motta (Diogo Sodré). Técnico: PC Gusmão.

AVAÍ – Vagner; Bocão, Antônio Carlos, Pablo e Marrone; João Filipe, Revson, Diego Felipe e Marquinhos (Bruno Maia); Anderson Lopes (Willien) e Roberto (Wilker). Técnico: Geninho.

GOLS – Anderson Lopes, aos 23, Diego Felipe, aos 26, e Marrone, aos 43 minutos do primeiro tempo; Guilherme Mattis, aos 27, e Diego Felipe, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Nielson Nogueira Dias (PE).

CARTÕES AMARELOS – Samuel Santos e Sandro (Bragantino); Marrone e Revson (Avaí).

RENDA – R$ 19.540,00.

PÚBLICO – 2.776 pagantes.

LOCAL Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).